Chile: Tour inesquecível para Cajón del Maipo e Termas del Plomo

por Rosi Guimarães

Gosto de visitar vinícolas, não nego, mas a paz da montanha tem me conquistado cada vez mais e ocupado um espaço grande no meu coração.

Aqui no blog já tem outros posts de Cajón del Maipo, mas cada ida é uma experiência diferente. Dessa vez, o tour incluiu um banho nas águas quentinhas do vulcão San José del Maipo. Então, decidimos escrever mais um post desse lugar incrível e tenho certeza que você vai ficar com muita vontade de fazer esse passeio ao final do texto. Não quero te influenciar, quero te inspirar! Sabe desses lugares que você TEM QUE IR? É esse.

Como é o tour para Cajón e Termas del Plomo?

O tour sai bem cedinho de Santiago, mas compensa. O passeio demora cerca de 2h30 até Embalse El Yeso, em Cajón del Maipo, que é uma lagoa artificial administrada pelas Aguas Andinas (empresa chilena), utilizada para o abastecimento de água potável em Santiago.

Foi nesse lugar que paramos para as primeiras fotos. A Bárbara Mussili me acompanhou nesse passeio e ficou responsável pelas fotos. Quando dá para dividir as tarefas, fica mais fácil. Como chegamos cedinho, o local ainda estava vazio. Pudemos sentir o silêncio e contemplar a beleza do lugar. A paisagem é realmente de tirar o fôlego. Como disse nosso guia chileno Julio, todos os brasileiros que chegam aqui falam: nooooossa!  Brinquei com ele que, como sou mineira, falo nuuuuu! A gente realmente leva um susto com o impacto do lugar.

O café da manhã no Embalse el Yeso

Após uma parada rápida, voltamos para o carro e seguimos estrada, beirando todo o Embalse e chegamos num lugar onde se tem acesso à lagoa, chamada aqui de praia. A ideia era demorar um pouco mais para tomar café da manhã. Eram 10 horas e o guia preparou um delicioso desayuno na montanha: marraqueta (tradicional pão chileno), queijos e geleias variadas, café, chá e suco. 

Enquanto a mesa estava sendo posta, aproveitamos para curtir e escutar o cantar dos pássaros, o único som que se escutava. Fazia calor, mas com ventinho gostoso. O dia era de sol e a água da lagoa estava azul. Como já falei em outro post, a água muda de cor de acordo com a variação do tempo.

Dica 1: mesmo na primavera e no verão é importante levar agasalho porque venta muito e a temperatura na montanha pode mudar a qualquer momento. Protetor solar e labial também são imprescindíveis. Ahhh! E tomar muita água.

Quando o café ficou pronto, provamos todas as delícias enquanto admirávamos as montanhas. Papo bom, grupo animado e trocando dicas e experiências. Que legal!

O Parque Valle del Yeso e Termas del Plomo

Barriguinha cheia, hora de seguir caminho para o Parque Valle del Yeso. Mais uns quarenta minutos de estrada e chegamos na entrada do parque, que é particular e cobra uma entrada que está incluida no valor do tour.

Da entrada, seguimos mais uns quinze minutos numa estrada cheia de altos e baixos e muitos sacolejos no carro.

Dica 2: É importante que o carro seja 4 X 4 para aguentar o tranco da estrada que é de terra e desnivelada. Ainda tivemos que atravessar um pequeno rio.

Chegamos nas Termas del Plomo. Que lugar lindo! Montanha, água quente, céu azul, silêncio e paz! Éramos quase os únicos ali, havia mais duas pessoas que chegaram de bicicleta e um outro carro com outras duas. Poucas agências chegam a este local.

A única coisa que me deixou bastante triste foi o lixo que vi deixado ali por quem visita o lugar. Já havia ido outras vezes e nunca tinha visto assim. Imaginar que somos presenteados com tanta beleza e nós mesmos destruímos tudo. Triste!

Dica 3: o que você levar para a montanha tem que retornar. Vamos nos tornar viajantes conscientes!

Neste momento do passeio, o grupo se dividiu, uns foram fazer pequenas caminhadas, outros colocaram roupas de banho para curtir a água quentinha das termas del Plomo, enquanto os guias Julio e Bernardo foram preparar o churrasco. Isso mesmo! Um delicioso churrasco foi feito para o nosso grupo. Além de vinho, água, suco, refrigerante e cerveja.

O lugar é bem sem estrutura, banheiro muito ruim, mas já que estamos ali para curtir e contemplar a natureza, o conforto é o que menos importa. Ainda assim, precisamos lembrar de contribuir e manter o espaço limpo, fazendo como os guias e levando o lixo de volta.

Para maior comodidade, não esqueça de levar protetor solar, chapéu, boné, toalha, chinelo, agasalho. Lencinhos umedecidos ou de papel podem quebrar o galho. E caso você costume estranhar estradas com muitas curvas ou altura, um remédio para enjoo também podem ser útil.

Olha galerinha nota 10 desse tour!

E nosso churrasqueiro oficial Don Bernardo!

Mesmo eu contando tudo em detalhes não dá para sentir o que é esse passeio, mas é possível imaginar e as fotos ajudam. A energia e a paz são realmente indescritíveis.

Quando voltamos, conversávamos sobre o dia e um dos nossos acompanhantes confessou que a emoção foi tanta que chegou a escorrer uma lágrima nos olhos! E eu, escrevendo isso agora, estou arrepiando de emoção e me lembrando do momento. Esse é realmente um passeio imperdível. Um dia de montanha em  Embalse el Yeso e Termas de Plomo com café da manha e churrasco. 

Vale contratar um Seguro Viagem para o Chile? Cupom de 5% exclusivo Nós no Chile!

A Seguros Promo compara preços das melhores seguradoras do mundo, como Assist Card, SulAmérica, GTA, Affinity e outras.

E a gente ainda conseguiu um desconto de 5% para você! É só usar o cupom NOSNOCHILE5. Pagando com boleto ganha mais 5%! Faça um orçamento aqui e veja que não é caro.

Por isso, disse no começo: ESSE É O PASSEIO QUE VOCÊ TEM QUE IR. E depois volte aqui para me contar se eu tinha razão ou não.

Bichinhos que encontramos pelo caminho…

Eu e a Bárbara fizemos esse passeio com a agência Indo pro Chile. Foi tudo perfeito e eu recomendo! Para fazer um orçamento desse passeio, clique aqui.

Atenção!

Aproveito para lembrar que o Nós no Chile não é agência, nós não vendemos passeios, não enviamos mensagens por directs em redes sociais, nem temos grupo de wattsapp.

Texto revisado por Bárbara Mussili, criadora do blog Refúgio Ameno

  • Fotos: Bárbara Mussili

Planeje sua viagem com a gente!

Fazendo suas reservas aqui pelos links do blog você não paga nada a mais por isso, e ainda ajuda na manutenção da nossa página. Nossos parceiros foram escolhidos a dedo. Então não custa nada ajudar a gente.

 

Posts Relacionados

14 comentários

priscila petrelli 10 de julho de 2019 - 21:31

Olá Rosi, tudo bom?
Gostaria de saber o valor do Guia, e se vocÊ poderia me indicar. Obrigada!

Reply
Rosi Guimarães 12 de julho de 2019 - 11:04

Oi Priscila,
Fiz o passeio com uma das agências parceiras do blog, pode fazer um orçamento através desse formulário https://nosnochile.com.br/parceiros/indo-pro-chile/
Um abraço!

Reply
Ítalo Oliveira de Queiroz 18 de maio de 2019 - 18:56

Olá Rosi!
Você já visitou o Termas Colinas, né?! Como você compara a estrutura e a experiência entre as termas, El Plomo x Colinas?

Reply
Rosi Guimarães 20 de maio de 2019 - 10:20

Oi Italo,
Não sei a data da sua viagem, mas as termas não funcionam no inverno. Eu não gosto da termas de Colina, muito cheia e o lugar nem é tão bonito, a de Plomo é mais vazia e a paisagem mais bonita.
Abraço!

Reply
Mary 3 de março de 2019 - 11:22

Bom dia, Rosi,
Que operadoras vocês sugerem para fazer a viagem até os Canjons?
Obrigada!

Reply
Rosi Guimarães 3 de março de 2019 - 16:12

Oi Mary,
Nós temos agências parceiras no blog https://nosnochile.com.br/parceiros/
Um abraço!

Reply
Eduardo Antonio Ferreira Manfredi 3 de fevereiro de 2019 - 21:57

Parabéns Rosi! Muito interessante o seu blog! Eu e minha esposa (que também é mineira) estaremos chegando em Santiago no dia 15/04 e retornando ao Brasil dia 26/04/19.
Qual a temperatura nesta época? Já está muito frio?
Apesar de já conhecermos Santiago, não visitamos nenhuma vinícola da região. Assim, gostaria de focar no passeio às vinícolas. Especial interesse em conhecer as vinicolas produtoras do EPU, Almaviva, Orzada Carmenere, Echeverria Carmenere, Viu Manet, Perez, etc?
Existe um roteiro com acomodação próxima a essas vinícolas onde possamos participar do processo de colheita?
Agradeço antecipadamente por seu retorno,
Abs,
Eduardo Manfredi

Reply
Rosi Guimarães 5 de fevereiro de 2019 - 17:57

Oi Eduardo, tudo bem?
Estamos escrevendo um post sobre a rota de vendimia no Chile, já já estará no blog.
Dessa vinícolas citadas por voce, a única que nao tem post no blog é a Almaviva, que nao está aberta a visitacao. As outras voce pode ler os posts aqui https://nosnochile.com.br/categorias/vinicolas/ O ideal é se hospedar em Santiago e fazer bate e volta. Talvez compense ficar uma noite no Valle de colchagua.
Boa viagem!

Reply
Lucia Freitas 27 de janeiro de 2019 - 17:49

Ola, Rosi!!! Adorei seu blog/post
Somos uma familia que adoramos viagem, aventura e novos amigos, sem dispensar o sossego, boas companhias e bons lugares. Somos em 03, eu, emu marido e nossa filha de 16 anos.
Pretendemos ir ao Chile na ultima semana de Julho/inicio de agosto/19. Sera que e uma boa epoca, queriamos fechar pacote com agencia para facilitar tudo e claro visando o melhor custo/beneficio. O que vc recomenda, pois queremos ver neve!!!!
Desculpe, meu teclado não me obedece em alguns acentos graficos kkkkkk
Abracos e parabens!!!

Reply
Rosi Guimarães 29 de janeiro de 2019 - 09:05

Oi Lucia,
que legal! Sejam bem-vindos ao Chile. Esse período é de neve, vao querer esquiar ou só brincar na neve. Para esquiar recomendo o Valle Nevado e para brincar o ideal é Farellones. Nós temos agenicas parceiras no blog, veja nesse link: https://nosnochile.com.br/parceiros/.
Boa viagem!

Reply
Flavia Di Luccio 7 de janeiro de 2019 - 06:11

Olá Rosi. Você não levou as crianças né? Fiz orçamento na agência que recomendou mas eles sugeriram não levar crianças ao Embalse. Sugeriram somente esses abaixo. O que acha? Crianças de 7 e 4 anos. Obrigada

– Silêncio Andino / Cajón del Maipo
– Termas Baño Colina / Cajón del Maipo
– Valle Nevado e Farellones
– Entardecer na Cordilheira
– Laguna del Inca e Portillo

Reply
Rosi Guimarães 7 de janeiro de 2019 - 15:49

Oi Flavia,
Eu nao fui com criancas. Acho o passeio um pouco cansativo para elas e tem que ter um certo espiríto “aventureiro”, pois o local é bem sem estrutura.
Um abraco!

Reply
ROBSON DE SOUSA NASCIMENTO 9 de dezembro de 2018 - 18:19

Desculpa perguntar!Mas,o do passeio é 6.000 pesos na moeda chinela isso mesmo ?

Reply
Rosi Guimarães 10 de dezembro de 2018 - 07:34

Oi Robson,
$ 6.000 é apenas a entrada nas termas, que está incluido no valor do passeio. Para saber o valor do tour você pode fazer uma orçamento com a agencia no link que está n final do post.
Um abraco!

Reply

Gostou? Deixe aqui seu comentário