Foi ao Chile. conte pra gente

Foi ao Chile. Conte pra gente: A inesquecível viagem da família Costa

A Renata Costa viajou em julho de 2017 com o marido Cassio Costa e as filhas Tainá Costa, 12 anos e Juliana Costa, 9 anos. A família ficou 12 dias no Chile e para eles, a viagem foi inesquecível. Hoje a Renata veio aqui no blog contar pra gente como foi esses dias aqui no Chile. A série: Foi ao Chile. Conte pra gente, é um espaço que eu, Rosi Guimarães, abro aqui no blog para os viajantes contarem como foi a sua experiência de viagem e passar dicas importantes. Meu muito obrigada a Renata e família pela participação!

Texto e foto: Renata Costa

ROTEIRO CHILE – 16 a 28 de Julho /2017

Foi ao Chile. Conte pra gente - Renata Costa

Foram 4 meses de preparação para a tão sonhada viagem na neve. Muitas pesquisas, blogs, vídeos e graças ao Nós no Chile, conseguimos tirar muuuuitas dúvidas. Como forma de agradecimento segue nosso roteiro de 12 dias no Chile!

Compramos nossa passagem pelo site Expedia e voamos pela LATAM, saída 8h05 com chegada às 11h20. Contratamos um motorista para os passeios, ele é chileno (mas entende português) chama Gustavo. Sempre escolhemos alugar pelo Airbnb porque viajamos com crianças e adoramos a liberdade de uma casa, cozinhar, viver o dia a dia do local, além de sair bem mais em conta do que hotel. O bairro escolhido foi Nuñoa, com supermercado e estação Irarrázaval na esquina. Não é um bairro turístico, mas no entorno tem restaurantes e lojas com preços justos.

Minha opinião (Rosi Guimarães escrevendo): Como a Renata disse, Nuñoa não é um bairro muito turístico, é mais distante dos principais pontos turísticos de Santiago, como ela ficou muito dias no Chile valeu a pena, mas se você vai ficar pouco, não recomendo.

DIA 01 – A CHEGADA – Reconhecimento do local.

Chegamos em um domingo de sol, viagem tranquila e recebidos com a vista maravilhosa das Cordilheiras pela janela do avião.  Aproveitamos para fazer compras no supermercado e abastecer o cartão do metrô, cedido pela proprietária. Dica: Para colocar crédito no cartão do metrô, não é aceito trocados, como querer colocar 10, 45 pesos. Então calcule os dias e coloque o valor cheio, fica mais fácil do que ficar carregando toda hora.

Dica para quem tem filhos menores de 12 anos: Criança não paga transporte público e isso não está escrito em nenhum lugar. Percebemos o movimento no metrô das crianças passando por baixo da catraca na frente dos guardas e fui questionar e tanto eles quanto no guichê nos avisaram que poderiam passar por baixo. Isso nos deu uma boa economia na viagem.

Nunca volte de metrô no horário de pico, é a maior loucura, muito cheio e você ficará bem estressado.

Foi ao Chile. Conte pra gente - Renata Costa

Chip de celular: Estávamos com um chip de entel para colocar crédito, mas de tanto estudar o roteiro e planejar a viagem resolvemos utilizar o celular com fotos das ruas e mapa impresso do metrô. E se precisasse de algum acesso, nada como um Starbucks para resolver qualquer imprevisto.

Minha opinião (Rosi Guimarães escrevendo) Atenção: As regras para usar um chip de celular chileno mudaram. Leia esse post para saber as novidades.

Dia 02 – Cerro San Cristóbal

Foi ao chile. conte pra gente - Renata costa

Melhor escolha impossível! Família descansada e animados. Saímos com mochila (água, lanche e chocolate), e mãos livres para nossa aventura no Cerro. Fomos em uma segunda-feira, o dia estava lindo e resolvemos subir o Cerro pela trilha. Cada curva subida uma paisagem estonteante, parando para fotos, admirar a paisagem, ver o gelo que estava nas árvores (ainda de sábado). Subimos até a Virgem e sentamos para descansar, comer um lanche e apreciar o local antes de descer de funicular.

Minha opinião (Rosi Guimarães escrevendo): Vale dar uma voltinha no teleférico que também fica no alto do Cerro San Critóbal. Leia o post aqui. 

Foi ao Chile. conte pra gente - Renata Costa

trilha Cerro San Cristobal Renata costa

Na volta vimos a fila enoooorme para subir de funicular e não, não vale a pena mesmo subir de funicular, perde toda a maravilha do Cerro! Aproveitamos para andar no bairro Bellavista, passar na frente da casa de Pablo Neruda, La Chascona. 

Dica Gastronômica: Optamos por um lanche no restaurante ShopDog, experimente a limonada de lá, uma delícia!

Foi ao Chile. conte pra gente - Renata Costa

Dica: Tem uma casa de câmbio dentro do Patio Bellavista, foi nossa segunda opção de troca, depois do aeroporto. Consegui negociar o câmbio, pagaram um pouco melhor, mas estávamos esperando o dia do passeio ao centro para trocar uma quantia maior na Agustinas.

Dia 03- Parque Bicentenário e Parque Araucano   

Foi ao Chile. Conte pra gente. Renata Costa Parque Araucano

Parque Araucano é maravilhoso, levamos as crianças para patinar no gelo.

Dica: Para quem não sabe andar muito bem, eles alugam uns pinguins que você segura para andar.

Pista Gelo Araucano Renata costa

Minha opinião (Rosi Guimarães escrevendo): A pista de patinação no gelo só funcionou no período de junho a agosto, não está disponível o ano todo. Leia o post aqui.

O Parque tem uma ponte que liga a outro parque, é muito lindo e quando apertar a fome vá para o Parque Shopping Arauco que tem uma praça de alimentação muito boa. Almoçamos e seguimos pelo bairro de Vitacura até o parque bicentenário, é longe, não tem metrô perto, precisa ir de ônibus. Tem brinquedos sensoriais onde os adultos têm vontade de brincar. Parque bem grande, não conseguimos visitar nem metade dele.

Bicentenário chile Rennata costa

Dia 04 – Palacio La moneda e Plaza de Armas, Universidad Católica, Biblioteca Nacional, Calle Nueva York/ Paris / Londres , Universidad de Chile e Cerro Santa Lucia

O dia do centrão! Agendamos a visita guiada com antecedência no Palacio La Moneda no final da troca da guarda.

interior palacio la Moneda - Renata Costa

Muito interessante para adultos, as meninas ficaram bem entediadas com as explicações históricas e políticas do lugar e por ser em espanhol, dificulta mais ainda uma criança manter o interesse e não pode colocar a mão e nem sentar nas cadeiras.

Dica: Leve um documento com fotos (RG) senão não consegue entrar.

Parte chata do lugar: Em frente ao Palácio você é abordado por empresas de turismo. Eles ficam te perguntando quando chegou, o que você já fez, enfim, são brasileiros vendendo tour das empresas, e geralmente com valores bem absurdos. Depois do tour aproveitamos para conhecer a Calle Nueva York, Paris e Londres, andar no calçadão e trocar moeda na Rua Agustinas.

troca guarda chile Renata costa

Dica gastronômica: La Piccola Italia, melhor massa x custo benefício. Cardápio com foto, prato bem servido que dá para dividir e peça a jarra de suco, bem gostoso.

Passeamos pela região e uma atenção especial a Biblioteca Nacional. Linda, suntuosa, salas de leitura magníficas e especial uma sala antiga que você se sente no filme Harry Potter. Minhas meninas amaram!!!!! E nós também!!!!

biblioteca nacional chile Renata Costa

Final da tarde ainda resolvemos passear no Cerro Santa Lucia, mas para quem subiu o Cerro San Cristóbal, esse Santa Lucia foi fácil. Confesso que não achei nada demais nele, sujo, estava em reforma, então não me surpreendeu.

Dia 05- Cajón del Maipo / Embalse el Yeso

Se perguntarem para mim o que eu mais gostei do Chile, de longe direi que CajonSimplesmente sublime! Foto nenhuma expressa a sensação do lugar.

Cajon del Maipo Chile Renata Costa

Dica: Saiam cedo e vão com roupa de neve e calçado apropriado.

Como fomos com motorista, saímos bem cedo, paramos bem no início do embalse e fomos caminhando até onde eu pude tocar a água e brincar na neve. Ficamos umas 3 horas entre descer, andar e voltar.

água Embalse Chile Renata Costa

Na volta, meu Deus! Muitos, mas muuuuuitos carros de turismo parados na estrada, encavalando o trânsito, ninguém sobe e desce. Pessoas caindo no chão escorregadio, entre os carros e os guias abrindo mesinha para tomar vinho. Cena terrível. A vantagem de ir cedo é que não tinha ninguém no Embalse e conseguimos admirar o silêncio do lugar, a paz, tirar fotos, brincar na neve sem a muvuca. 

Minha opinião (Rosi Guimarães escrevendo): Apesar de ter sido o passeio que a Renata mais gostou, eu acho perrengue ir com crianças, principalmente no inverno. A estrada é perigosa e com neve a situação fica pior. Não recomendo.

Na volta paramos para comer as empanadas assadas de pino, conhecer o estádio de futebol (nosso motorista fez questão de nos levar até o campo, coisas de chilenos apaixonados por futebol).

Estadio Nacional chile Renata costa

 Dia 06 – Dia dos Museus

Primeira parada: Museo Nacional de Historia Natural, dentro do Parque Quinta Normal. Museu bem legal, gratuito, com explicações objetivas, as meninas amaram ver o esqueleto da baleia e do dinossauro.

Museu Hist. Natural Chile Renata Costa

Dica: Tem um armário que você coloca moeda, guarda suas coisas e na saída, ao abrir a moeda é devolvida.

Segunda parada: Museo de Ciencia y Tecnologia. É pago, mas valor irrisório. Divertido, pode tocar, experimentar e sentir. Já que estávamos no parque, aproveitamos para passear e alugar aquelas bicicletas de três rodas.

Museu Ciencia e Tecn _01

Terceira parada: Fachada de prédio ao lado da Praça Mulato Gil.

Passear no Bairro Lastarria, que delicia de lugar! Eu queria conhecer a famosa casa coberta por vegetação, decepção porque no inverno a vegetação está seca. Mas valeu pelo lugar que conhecemos para almoçar.

Fachada pça Mulato Gil Chile Renata Costa

Dica gastronômica: Se é para gastar um dinheiro para comer bem, esse foi o que escolhemos, restaurante Sur Patagónico, pedi uma carne ao molho fungi de tirar o chapéu. DIVINO!

E já que era para colocar o pé na jaca, a sobremesa não poderia ser diferente, escolhemos Buffalo Waffles, aqueles cones de nutella com morango.

Dia 07- Museu Interativo Mirador – MIM

Domingo, resolvemos acordar mais tarde, tomar aquele belo café da manhã com pães fresquinhos comprados no supermercado Santa Isabel. Pegamos um ônibus para conhecer a cidade por cima e fomos até o MIM. Vá! Se tiver criança, não deixe de ir nesse museu. Fantástico, parece o nosso Museu Catavento de SP.

MIM chile Renata costa

Dica: Chegue cedo e vá direto agendar a visita a casa que simula o terremoto. Só pode agendar uma única atração das três ou quatro que tem agendamento. Na volta paramos no Shopping Mirador para comer alguma coisa e pegar o metrô de volta.

Minha opinião (Rosi Guimarães escrevendo): A Renata foi no domingo, mas prefira um dia de semana, é bem mais vazio.

Dia 08 – Templo Bahá’í – O Mico! – Parque da Esculturas

Acordamos cedo e pegamos um ônibus que andaria toda a Av Grécia até o Templo Bahá’í. Quando chegamos no local, qual foi nossa surpresa ao descobrir que de segunda é fechado até mesmo para ver de fora. Pois é! Não tem nada perto de lá, longe pacas. E foi o mico da viagem.

Minha opinião (Rosi Guimarães escrevendo): No post do do blog eu aviso que não funciona nas segundas-feiras. Leia o post aqui. 

Voltamos para Providência e fomos até o Parque das Esculturas, Shopping Costaneira e finalizamos com uma caminhada em Las Condes.

Dica Gastronômica: EXPERIMENTE!!! Não saia de Santiago sem ter a experiência de tomar um chá no BIG BOBA, as bolhas que estouram na boca. Tem três lojas, inclusive no Costanera Center e no turno das 18h tem o Pedro, funcionário brasileiro, para te ajudar nas escolhas.

 Dia 09 – Parque Farellones

O segundo local tão sonhado da viagem! Nosso motorista nos pegou cedinho e já estávamos com roupas de neve e lanchinhos na mochila. Até Farrelones quem quiser ir de carro alugado não vi nenhum problema, muito segura. Não subi até Valle Nevado, pois queríamos aproveitar o dia inteiro nas atividades de Farrelones. Chegamos cedo, pegamos o teleférico para fazer as atividades que mais demandam fila: Tirolesa e Bicicleta, depois a boia, trenó e boneco de neve para finalizar.

DICA: Vá sem nada na mão, deixe mochila, água, tudo no carro. Muitos perdem as coisas no teleférico e guardar no armário fará fazer você pegar a mega fila do teleférico só para ir até ele. Então planeje o que necessita para caber no bolso do casaco.

Do lado do restaurante e banheiros tem uma tirolesa infantil e uma neve bem macia e branquinha esquecidos lá. Cuide de seu gorro na hora de tirar os capacetes dos brinquedos. Mesmo chegando cedo, não conseguimos reservar aula de snow em grupo.

Dia 10 – Bairro Italia e arredores

Deixamos esse dia para passear no bairro Itália, conhece as lojas de decoração, móveis, antiquário e qual foi nossa surpresa em encontrar uma padaria maravilhosa.

Dica gastronômica: Comer o doce do dia da La Panadera, simplesmente magnífica.

La Panadera Bairro Italia Chile Renata Costa

 Dia 11 – Voltar onde mais gostou!

A manhã foi para arrumar a casa, pois partiríamos no dia seguinte. Então deixamos para sair a tarde e comer um lanche, no bairro Bella Vista e visitar amigos brasileiros missionários que moram em Santiago.

Dica gastronômica: Uncle Fletch, casa de hambúrguer. As meninas escolheram milk-shake. E nós a cerveja indicada pelo garçom. Difícil escolher, porque tem muita opção.

A dica de lá é essa: O cardápio deles nesse http://www.uncle-fletch.com/  tem foto dos lanches. Escolha antes de ir, porque o cardápio no restaurante não tem foto nenhuma.

Dia 12 – Airbnb nota 10

Como é nosso costume, sempre deixamos a casa impecável antes de sair. Do mesmo jeito que sempre ganhamos agrados dos anfitriões, nós retribuímos limpando tudo. Sim, sei que pagamos taxa de limpeza, mas é nossa marca. Então, brasileiros, vamos deixar um perfume agradável onde passamos. Saímos de casa com nosso motorista rumo ao aeroporto que também deixou seu trabalho marcado em nossos corações, dando um mimo para cada filha.

Dica: Seja um bom hóspede! Retribua gentileza! A vida recompensa atitudes de amor!

airbnb Chile - renata costa

Essa foi a experiência da viagem da Renata Costa e família. quer participar da série: Foi ao Chile. conte pra gente? Envie um email para: [email protected]

Planeje sua viagem com a gente!

Fazendo suas reservas aqui pelos links do blog você não paga nada a mais por isso, e ainda ajuda na manutenção da nossa página. Nossos parceiros foram escolhidos a dedo. Então não custa nada ajudar a gente.

Artigos Relacionados

About the Author

Rosi Guimarães
Author with 234 posts
More about Rosi Guimarães

Sou Rosi Guimarães, mineira de Belo Horizonte, casada com Flávio e mãe do Arthur e da Yasmim. Moramos no Chile desde 2014. Relações Públicas e pós-graduada em cerimonial e organização de eventos. Deixamos uma vida bem estruturada em Belo Horizonte e cá estamos: NÓS NO CHILE!
- Facebook: nosnochile
- Twitter: @nosnochile
- Instagram:@blognosnochile
- snap: blognosnochile

4 Comments

  • Gabrielle outubro 24, 2017 02.56 pm

    ótimo relato, queria o contato desse motorista!

    Reply 
    • Renata Costa outubro 24, 2017 03.20 pm

      Olá Gabrielle, que bom que gostou.
      O motorista se chama Gustavo.
      +56 9 8446 8457

      Reply 
  • Renata Costa outubro 24, 2017 12.27 pm

    Obrigada Rosi, pela oportunidade de compartilhar minha viagem com outros viajantes. 😉

    Reply 
    • Rosi Guimarães outubro 25, 2017 06.10 pm

      Oi Renata,
      Eu é que te agradeço pela participação no Nós no Chile. O post ficou ótimo e cheio de dicas valiosas.
      Abraço!

      Reply 

Gostou? Deixe aqui seu comentário

A AUTORA

Rosi Guimarães

Sou Rosi Guimarães, mineira de Belo Horizonte, casada com Flávio e mãe do Arthur e da Yasmim. Moramos no Chile desde 2014. Relações Públicas e especialista em cerimonial e organização de eventos. Deixamos uma vida bem estruturada em Belo Horizonte e cá estamos: NÓS NO CHILE!

Rentcars - Nós no Chile
10% de desconto - Brazilian Travel Card

TEMPERATURA

Santiago - Chile
14°
Weather from OpenWeatherMap