Foi ao Chile. Conte pra gente: Viagem da Caroline, do Raphael e do pequeno Bernardo

por Rosi Guimarães

A Caroline Montingelli viajou para o Chile no finalzinho de maio com o marido Raphael e com o pequeno Bernardo. Hoje é dia dela contar pra gente como foi viajar para o Chile com um bebê de 1 ano e 10 meses, muda a rotina da viagem toda né gente? Muito obrigada pela participação aqui no Nós no Chile, tenho certeza que seu relato vai animar muitas mamães que querem viajar com seu filhotes. Vamos lá, agora é com você Carolina.

Texto e fotos: Carolina Montingelli.

Viajamos para o Chile do dia 22/05 à 30/05/2016! Queríamos aproveitar que a semana tinha um feriadinho, mesmo sabendo que não era temporada de neve! E ficamos muito felizes em acompanhar pelo blog que a neve chegou mais cedo! Baseei nosso roteiro no roteiro de 7 dias do blog… Mas viajando com Bernardo, nosso bebê de 1a e 10m, não é possível ficar engessada a nenhuma programação. Acabamos que ficamos com programações bem light por causa do baby.

O Hotel

Iniciamos a busca de hotel pelo decolar, para nós a necessidade básica é ter um restaurante no hotel (porque se não der para sair temos como alimentar o baby) e ter um supermercado próximo, nesse tinha, então ficamos com ele, Plaza el Bosque Nueva las Condes. Tínhamos a estação Manquehue – linha 1 vermelha – a três quadras, que é muito bom.

Dica, para mães viajando com o baby no carrinho as estações parecem muito ruim, cheias de escadas e apenas escada rolante para subir. Nós reclamamos tanto até que um dia achamos o elevador, em outro ponto, mais longe e aí acabei reparando em outras estações que usamos que todas tinham elevador, escondidos, mas tinham. Não posso afirmar que todas têm, mas a dica é sempre procurar ou perguntar.

Perto do nosso hotel estava o Shopping Parque Arauco, a três quadras exatamente, isso nos garantiu ir aos restaurantes do shopping no jantar e tinha muitas opções! 

Transporte

Falei muito sobre o metro quando contei dos pontos positivos do hotel, mas não foi o transporte que mais usamos não! O transporte que mais usamos foi o Uber, depois que relataram muitas coisas ruins dos taxis, decidimos usar o Uber, mesmo sendo pagamento em cartão e cobrando IOF, pareceu ser mais seguro que cair na mão de taxistas mal intencionados! Geralmente íamos para os lugares de metro e depois voltávamos de Uber!

Nos passeios fora da cidade nos fomos com a van de “excursão” o que não é a melhor opção para quem tem criança, mas é a melhor opção para quem quer passear sem gastar horrores! O hotel nos deu a opção de ir de serviço particular, só nossa família, o que era ótimo porque dependíamos do humor do baby, mas era caro demais! Conhecia nosso filho, sabia que a ida seria tranquila, ele dormiria, mas a volta me preparei para entretê-lo com ipad, bolachas que ele geralmente não come e as frutas prediletas que consegui achar! Funcionou bem no geral, mas sempre tem o horário que fica o caos.

Roupas Frio

Fomos em uma época que não estava tão frio, mas mesmo assim roupas apropriadas eram necessárias! Nós temos um tanto de roupa de frio, inclusive o baby, mas acho que se não tivesse eu compraria lá em Santiago! Não em qualquer loja também, iria nas lojas de departamento deles (Paris, Ripley e Falabella), porque os preços são mais em conta e além disso, as roupas são feitas para o frio deles, então com menos roupa se está mais quente. Eu pesquisei preços apenas na loja Paris, meu sobrinho 8 anos, vem mês que vem e eu fui dar uma olhadinha nos preços para minha irmã e achei que compensava muito! Calçado é outra coisa que compraria em Santiago também, não porque é mais barato, porque não tinha muito fator de comparação de preço, mas porque eles têm variedade, botas mais bonitas e tão quentinha quanto aquela horrorosa que vendem por aqui. Ah! Só lembrando, a companhia aérea permite UMA mala de 23kg por passageiro! 

Dia 1: 22/05

Ao contrário da maioria dos bebês o nosso acorda tarde, dorme tarde também, e por isso nossos passeios, sem excursão, começaram tarde também. Mas esse foi o ponto positivo da segunda! O Cerro San Cristobal não abre as segundas pela manhã só a partir das 13h e por isso pegamos a primeira subida dele! Estava super tranquilo, sem filas… Subimos de funicular, curtimos a vista, fomos a igreja, tiramos foto… E bem depois descemos, quando se compra o ingresso não tem horário para a volta, dá para aproveitar tranquilo! Como era segunda o zoológico estava fechado, ele é a primeira parada do funicular e só pode entrar enquanto o funicular está subindo! Ficou como opção de voltarmos outro dia, mas não voltamos!

Quando saímos do Parque Metropolitano (onde tem o Cerro San Cristobal) avistei bem ao longe a casa Pablo Neruda, mas não animei em ir até lá! Pensei nas escadas que teria que carregar o carrinho e desanimou! 

Na ida havíamos visto o Shopping Parque BellaVista e como já estávamos morrendo de fome fomos direto para lá achar um restaurante para comer! Gente, aqui cabe um parêntese total o Parque BellaVista tem umas lojinhas e coisas mais típicas, mas está longe de ser um shopping que estamos acostumados. Na verdade, ele é tipo um boulevard cheio de restaurantes, um lugar lindo! Fiquei encantada…. Vários restaurantes com suas varandas… Lindo, tão lindo que nem fotografei, só apreciei! Nossa escolha de restaurante estava baseada no que o Bernardo comeria e isso se resumia a arroz, então parávamos em frente ao cardápio e procurávamos arroz, kkkk! Parecia uma tarefa fácil, mas no Chile não é não, mas encontrávamos!

Dali fomos caminhando a margem do rio que esta secando, mas não sei bem porque! Nossa intenção era ir ao Sky Costanera ao pôr do sol, mas caminhávamos e ele continuava distante então pegamos o Uber e fomos até lá pra chegar no horário do pôr do sol, no inverno é perto das 18h (informação que pegamos aqui no blog)! Como encurtamos o caminho passeamos pelo shopping um pouco! O Costanera Center é um shopping diferente, ele é setorizado, cada andar tem apenas loja de uma coisa, por exemplo, tem o piso das mulheres, dos homens, infantil, restaurantes, presentes… Depois que descemos do Sky continuamos o passeio!

Sky Costanera 1

A vista 360º do Sky é bem legal. Confesso que curtiria mais sem o baby, porque quando ele viu aquele espaço todo, ele que já estava pra lá de cansado do carrinho só queria correr!! Vale ressaltar que gostei muito de todos os lugares que fomos ter trocador para o baby, inclusive no topo do Sky! 

Para encerrar a noite jantamos no Hard Rock, que não tem nenhuma opção em seu menu kids comida pro Bernardo! Ele passou a noite de batata frita, infelizmente essa foi uma realidade em pelo menos uma das refeições do dia! Até tendo arroz pra ele comer, ele simplesmente recusava! 

Dia 2: 23/05

A ideia era explorar o Centro Histórico de Santiago, mas confesso que foi um caos, muita gente, pouca informação sobre como fazer o tour no Palácio da moeda, enfim, não curtimos não, um centro bem centro como em todas as cidades! Aí tínhamos a maior expectativa quanto ao Mercado Central e novamente foi frustrado, meu marido não gostou do cheiro já na entrada e falou para irmos, eu não curto nem o Mercadão de SP, não tive objeções e fomos pegar o Uber! Confesso que para esses passeios o ônibus da Turistik hop on hop off é uma boa opção, porque se você curte o lugar, você desce, se não, não deixou de ver, mas vai explorar aquilo que tem mais haver com sua cara!

Museu Historico Nacional

Do centro fomos para o Cerro Santa Lucia, e que baita subida, o rapaz do Uber tentou nos levar até o ponto mais alto que se pode ir de carro, mas o guarda disse que só estava autorizado veículos turísticos…. Então subi a ladeira empurrando o carrinho e trepidando o tempo todo! Fomos até a primeira parada que tem uma praça com lugar para sentar e uma vista simpática! Não dei conta de subir mais, mesmo tendo caminho com rampa! Ficamos bastante tempo curtindo aquela praça, troquei fralda, dei frutinha, brincamos de correr com o baby, tiramos fotos… E iniciamos a decida, que foi bem lenta! Nisso já era hora de comer, ou melhor já tinha passado muito a hora de comer e fomos fazer nosso almoço-jantar no Restaurante Giratório. A comida não é nada demais, vale pela experiência, mas não seria imperdível! 

Cerro santa Lucia

Dia 3: 24/05

Subida Valle Nevado

Contratamos o serviço do Cesar, indicação da madrinha do Be que veio ano passado, além de ser o mais em conta dos 3 tours que pesquisei, o guia era muito carismático, se esforçava ao máximo para falar um portunhol e contava com muito orgulho sobre a história e dados técnicos do Chile! Gostamos tanto que fechamos com ele o passeio dos outros dois dias! Nesse dia fomos ao famoso Valle Nevado e Farellones, que decepção!!

O passeio começa na loja para alugar roupas, botas e cia! Aqui fica a dica, a calça impermeável que aluguei deixou a bunda de muita gente molhada e no frio, ninguém merece isso, então leve uma calça extra! Eu estava de jeans e com uma calça térmica, tirei o jeans e coloquei a calça alugada, molhou a térmica, mas quando coloquei a calça jeans não fiquei com frio então nem liguei! Rolou dramim cápsula para subir o Cerro, e ninguém da van passou mal… 

Aqui abro um parênteses bem grande! Antes de ir levei meu filho na pediatra por causa de uma picada de inseto, nada demais, pedi pra ela uma receita de anti emético para ele subir o Valle Nevado e pra minha surpresa ela não deixou eu dar nada, quase me chamou de louca por levar um menino tão pequeno para aquela altitude, mas fez um alerta que ocorreu com uma família que conhecemos lá! A altitude pode dar uma doença, principalmente em crianças pequenas, ela não mencionou o nome da doença, mas falou que o principal sintoma é vomitar sem parar e palidez, por isso ela não quis passar nenhum remédio pro baby, porque mascararia qualquer problema! E ela disse que não tem jeito, tem que descer do Valle e procurar a medicina local, porque eles estão acostumados com o tratamento das doenças causadas pela altitude! 

Voltando ao Valle Nevado, a neve tinha começado, mas estava ruim, parecia mais o gelo do congelador que a neve dos filmes, fofa! Além disso, as máquinas estavam preparando as pistas e por isso no começo do morro tinha muita, mas muita lama, de afundar o pé que tinha que fazer força para tirar e por isso o Bernardo detestou, detestou mesmo… Ele queria ir no chão, coloquei e ele já quis subir pro colo por causa da lama, ai quando chegamos na neve me animei, mas ele quis vir pro colo mais rápido ainda! Então decidir sentar na neve pra brincar com ele no meu colo, ai entornou o caldo do vez e voltamos para a van! O Cesar combinou 2h no Valle, pra subir com a lama, sentar na neve e voltar demoramos 1h e 15m, estava muito cansativo pela altitude e pela condição horrorosa do terreno! 3 dias depois uma nevasca chegou e foi tão frequente que muitos cerros iniciaram a temporada mais cedo! Mas como todos falam o Valle Nevado é pra quem esquia, nada de brincar, kkkk! Mas teve muita gente na van que fez muito skibunda! Se a neve não tinha chegado no Valle, imagina em Farellones, só almoçamos lá e viemos embora! 

Dia 4: 26/05

Cajon

O dia anterior foi tão exaustivo que nem queria fazer esse passeio, especialmente pelos comentários que esse não era passeio de criança, achei que seria outro passeio furado! Mas o Cajon del Maipo foi o passeio mais legal e bonito que fizemos! É bem longe, 2h e 30m de distância de Santiago, mas a estrada é tranquila, não tem tantas curvas, mas o final dela é bem trepidante, então rolou remédio novamente, kkkk! 

A van para pra todos irem ao banheiro e avisa que é o último banheiro até voltarmos e parar lá novamente! Poderia ser péssimo pra criança, mas como ela usa fralda, poderia trocar na van em qualquer momento, pior foi pra mamãe aqui que não ingeriu líquido nenhum o dia todo e mesmo assim ficou morrendo de vontade de ir no banheiro! 

E o passeio segue com uma vista mais bonita que a outra, paradas para fotos e de repente um lago, uma montanha começando a ficar branquinha e um caminho à pé margeando o lago! Bernardo amou andar por ali! Posava com gosto para as fotos! Claro que não fomos longe, mas fomos bem mais do que achamos que íamos com ele andando! Valeu muito a insistência do marido de ir! 

Dia 5: 27/05

Valparaiso

No nosso terceiro dia acordando cedo fomos para os destinos famosos para quem vem para o Chile, especialmente no verão, Valparaíso e Viña de Mar! Nem vou me alongar, porque foi bem cansativo, dos três passeios esse foi o mais difícil de entreter o baby, porque é tudo picado, para um pouco na casa do poeta, depois no funicular, depois no coreto com o comércio local, almoça, vai pra Viña, para no relógio, no moai, na praia… O tempo que fica na van é muito grande comparado ao tempo que o baby aproveitou fora, então foi o dia que tivemos algumas crises de birra na van! Para ajudar era uma sexta-feira e o trânsito de Santiago que já é difícil ficou bem pior, então a viagem de volta que seria de 1h e 30m durou quase 3h! 

Viña del Mar

Mesmo cansados do dia tínhamos fome então fomos jantar no Parque Arauco e escolhemos o restaurante Santabrasa e tivemos uma feliz surpresa! Sabíamos que era uma Steakhouse, mas era muito gostosa, vale a indicação! E não tem só nesse shopping não, vi no Costanera Center também.

Dia 6: 28/05

Voltamos a nossa rotina normal de acordar mais tarde e já havíamos combinado que iríamos fazer algo para o Bernardo aproveitar, andar, correr, brincar! E li no blog sobre o Parque Bicentenário e sabia que era o lugar ideal, mesmo tendo ao lado do hotel o parque Araucano! E realmente o parque Bicentenário é ótimo para as crianças, tem brinquedos para diversas idades e em diversos pontos do parque! 

Bicentenário

Depois do parque havíamos feito reserva para a Viña Concho y Toro e como era pouco mais afastada, mas mesmo assim tinha metro, decidimos ir de metro! Programamos sair do parque com 1h e 15m de antecedência e não deu tempo, tivemos diversos pequenos imprevistos no caminho! Por isso programe-se para sair com mais tempo, porque o trem do metro parece que anda mais devagar, kkkk! Pra ir pra lá pegamos a linha 4, azul na estação Tobalaba e fomos quase até o final, descemos na penúltima estação Las Mercedes e pegamos um táxi! Podíamos ir até a última, mas dizem que é uma estação perigosa, cheia de assaltos! O táxi demora bem mais que os 5 min que todos dizem, principalmente porque o caminho tem muito semáforo, e como estávamos atrasados pegamos todos fechado! Demoramos uns 15 min pra chegar! Fui pra bilheteria e mesmo atrasados eles conseguiram um tour que havia começado a pouco tempo. O Bernardo dormiu o tour e boa parte do almoço, por isso, foi bem tranquilo, mas se ele estivesse acordado seria difícil seguir o tour, eu ia mesmo era ter que correr atrás dele entre as parreiras de uva! 

Concha y toro

Na volta não ficam táxis esperando na porta, temos que dar sorte de ter alguém vindo para a vinícola para poder pegar o táxi! Por isso, voltamos de Uber até o hotel!  No jantar fomos conhecer o recomendado Como Agua para Chocolate, ele é bem pertinho do Shopping BellaVista, gostamos bastante, nada especial, mas tem um clima diferente! O Bernardo adorou os músicos, até dançava, kkkk! O passeio rendeu conhecer o Pisco, kkk, e ter que comprar no free shop para trazer!

Dia 07: 29/05

Desde que começamos a acompanhar a previsão do tempo para a viagem neste dia ia chover, olha que a previsão mudava diariamente, mas o domingo ia chover! Tentamos ir no Pueblito los Dominicos, mas a chuva nos pegou no caminho e fomos direto para o Mall Sports! Um shopping destinado a esportes, só loja de esportes, vários! Além disso, tem atividades esportivas para fazer, mediante a pagamento, claro! Que atividades? Tipo tirolesa, parede de escalada, autorama, cama elástica, kart, veleiro e a temporada da patinação no gelo ia começar, básico, né? Tem também uma área para crianças menores, da idade do Be, mas ele não costuma ir nessas coisas aqui no Brasil, então nem tentei!

Dia 8: 30/05

Los dominicos

Esse parecia que seria um dia perdido, visto que nosso voo era a noite e teria muita mala para arrumar, mas no domingo consegui arrumar tudo, então liberamos o quarto, guardamos as malas com a recepção e voltamos ao Sky Costanera, afinal tínhamos que ver a vista diurna! Ela é bonita, mas muito poluída, então preferi a vista noturna (esta dica já tinha lido no blog)!

Sky costanera

Ainda conseguimos ir ao Pueblito de los Dominicos, mas não é um bom dia, eles abrem, mas as lojas funcionam parcialmente, quem quiser abre! Aí achei o lugar meio caído! 

Uau! Falei demais, espero ajudar alguém a programar sua viagem, especialmente com babies!!

Beijinhos!!

Aqui nesse post a experiência de outra mamãe que viajou com criança.

E aqui você pode ler outros relatos de viagem

E se você também quer participar da série: Foi ao Chile. Conte pra gente. É só me enviar um email que te explico direitinho como fazer: [email protected]

Planeje sua viagem com a gente!

Fazendo suas reservas aqui pelos links do blog você não paga nada a mais por isso, e ainda ajuda na manutenção da nossa página. Nossos parceiros foram escolhidos a dedo. Então não custa nada ajudar a gente.

 

Posts Relacionados

Gostou? Deixe aqui seu comentário