Foi ao Chile. Conte pra gente: Viagem da Cinara e do Leonardo

por Rosi Guimarães

A Cinara viajou para o Chile em junho de 2016 com o esposo Leonardo, e hoje é o dia dela participar da série: Foi ao Chile. Conte pra gente.  O casal ficou 8 dias no Chile e conta aqui todos os detalhes da viagem. Agora é com você Cinara! Obrigada ao casal pela participação aqui no Nós no Chile, o post ficou show!

Texto e fotos: Cinara Magalhães

Primeiramente, agradeço pelas informações do blog, pois foram bem úteis na elaboração do roteiro. Eu e esposo, Leonardo, mineiros como a Rosi, estivemos por 8 noites no Chile, no mês de Junho. Reservamos nossa hospedagem pelo Airbnb. Foi a primeira vez em que utilizamos essa modalidade de hospedagem e gostamos muito. Nossa prioridade era encontrar um apartamento bem localizado e, após analisarmos as qualificações e benefícios de cada anfitrião, reservamos um apartamento no Bairro Providência.

1° dia: Chegada

Chegamos no aeroporto de Santiago de madrugada. Fizemos câmbio apenas para pagar o transfer e alimentação do dia. Contratamos a empresa transvip e não há necessidade de reserva pois possuem várias vans e a saída foi bem rápida. O guichê dela se situa logo após a pista da bagagem. Ao chegarmos no apartamento, fomos surpreendidos com as comodidades deixadas por nossa anfitriã (frutas frescas, chás, diversos utensílios e amenidades no toalete). Depois de descansarmos da viagem, fizemos um passeio de reconhecimento do local. Logo abaixo do nosso apto havia uma padaria “Castaño” (que na verdade está em cada esquina do Bairro!). Gostamos muito da empanada de carne com ají (apimentada) e folheados de framboesas, servidas por eles. O bairro providência é uma excelente opção para turistas pois há casas de câmbio, mercado, serviço ao turista (Sernatur), muitos restaurantes bacanas e estações de metrô.

flores em providencia

Conhecemos o Shopping Costanera e aproveitamos para comprar roupas de frio. Encerramos a noite no Restaurante insert coin, bem próximo do nosso apto. Peguei essa dica aqui no blog e nos divertimos muito jogando Donkey Kong e relembrando nossa infância ao sabor dos deliciosos nachos.

restaurante insert coin 2

2° dia: Valparaíso e Viña del Mar

No segundo dia, pegamos o ônibus da Turbus e fomos até Valparaíso. Caminhamos um pouco pela cidade e, por metrô, nos dirigimos à Viña del Mar. Visitamos o relógio das flores, mas não conseguimos entrar no Castelo Wulff pois estava fechado para reforma. Voltamos para Valparaíso e almoçamos no Restaurante Cosina Pue, excelente. Visitamos o Museu de História Natural, cuja entrada é gratuita, lindíssimo e encantador. Retornamos pela Turbus para Santiago.

viña del mar

3° dia: Livre

Aproveitamos o dia para percorrer um pouco a cidade de Santiago. Visitamos a Universidad do Chile, Escuela de Derecho del Chile, Museu Belas Artes, Centro Cultural Gabriela Mistral e Biblioteca Nacional. Almoçamos no Dominó, uma rede de hot-dogs típicos nos quais não faltam o molho delicioso de avocado. No fim da tarde, fizemos câmbio na Rua Augustinas, pois é mais rentável que na Providência. Deixamos planejado nosso dia seguinte e compramos via internet passagens de ônibus pela empresa Nilahue para Santa Cruz, por 10.000 pesos p/p (ida e volta).

4° dia: Santa Cruz – Valle de Colchagua

Madrugamos! O Uber nos buscou às 05:30 e fomos ao terminal Sur embarcar com destino à Santa Cruz pois tínhamos uma reserva na Vinícola Viu Manent. O ônibus saiu às 06:10 e às 09:00 chegamos no povoado de Santa Cruz. Como o terminal rodoviário fica a 20 minutos do Museu, fomos caminhando em direção ao local. Na avenida principal, paramos em uma padaria para tomarmos café. O povoado é bem pequeno e pode-se ir caminhando para qualquer lugar. Paramos na pracinha para apreciar os exemplares de árvores catalogadas.

Santa cruz

Visitamos o Museu de Santa Cruz que é sensacional. Passamos a manhã percorrendo o acervo, mas não conseguimos ver tudo pois é imenso e muito rico.

santa cruz museu capsulaApós, conversamos com moradores do local que nos informaram que o microônibus (minibuses) sentido São Fernando passa na entrada vinícola. Assim, fomos até o ponto que fica no estacionamento do Supermercado (a 3 quadras da praça) e por 400 pesos p/p chegamos até a Viu Manent. Lá almoçamos no charmoso Restaurante Rayuela e saímos para o passeio às 15:00.

Santa cruz Viu Manet

Santa cruz Viu manet charrete

Após, voltamos de minibuses até a rodoviária e pegamos o ônibus de retorno à Santiago às 18:00. Indico essa rota para os demais, pois pudemos aproveitar bastante o museu e a vinícola, e com custo bastante reduzido e horário flexível. Chegamos às 21:30, com metrô ainda funcionando! Aproveitamos e acompanhamos a final da Copa América com a inesquecível vitória do Chile X Argentina!! Chi chi chi le le le! Vamos Chilenos! rsrsrs

5° dia: Farellones e Valle Nevado

Valle Nevado

A empresa nos buscou no apartamento às 7 horas. Passamos em uma loja para alugarmos roupas especiais. Cada peça saiu por 8.000 pesos. Apenas as luvas não alugamos pois compensa mais comprar e ainda, não ocupam espaço na bagagem. Chegamos às 10:00 em Farellones e já deixamos garantidos nossos ticketes para as atividades: tubbing e sila panorâmica. Porém, o parque só abriria às 13:00. Aproveitamos para conhecer o Valle Nevado. Retornamos e almoçamos em Farellones. Achamos deliciosa a pizza servida no restaurante. O dia foi inesquecível. O céu estava num azul deslumbrante e nos divertimos muito nas atividades na neve.

Farellones

6° dia: Free Tour

Na Plaza de Armas, todos dias, às 10:00 ou às 15:00 há uma equipe da Free Tour que realiza passeio gratuito por vários pontos da cidade: centro, Lastarria e Bela Vista. Fomos no horário da tarde e adoramos o passeio. Ele tem duração de 03 horas. A rota é incrível e recomendo fazê-la nos primeiros dias para se definir os pontos de visita. No fim, gratifica-se o guia com propina (gorgeta). Encerramos a noite no Pátio Bela Vista deliciando a culinária Chilena no Restaurante Como água para chocolate.

como água pra chocolate

7° dia: City Tour

Assistimos a troca de guarda que se iniciou pontualmente às 10:00 e durou aproximadamente 25 minutos. Foi emocionante! O dia estava lindo e o céu maravilhoso!

Aqui o post da Troca de Guarda com calendário.

troca de guarda

Aproveitamos a beleza do dia e fomos ao Cerro de Santa Lucia. O local é lindíssimo e pode-se verificar que muitos casais de estudantes matam aula para ir ali namorar. É desculpável pois o local é romântico e encantador.

cerro santa lucia 2

Depois, voltamos para o La Moneda pois tínhamos visita agendada ao interior do palácio. Conhecemos um pouco mais da história do Chile e apreciamos as obras de arte do local. Finalizado o tour guiado, descemos para o espaço cultural do La Moneda e onde tinha muitas atividades culturais e demos uma esticadinha até a Casa de Pablo Neruda no Bairro Bela Vista. Com a tarde se encerrando, pegamos o metrô para irmos ao Shopping Costanera fazer comprinhas para levar para o Brasil.

8° dia: Retorno para o Brasil

O dia foi corrido. Arrumamos toda a bagagem e às 10:30 fomos para o aeroporto pois embarcaríamos às 14:00.

Não consigo lembrar de nada que tenha sido ruim. A malha do metrô é excelente e a cidade de Santiago é bem segura em relação ao que vivemos no Brasil e a culinária é deliciosa. Por fim, amamos o Chile, o povo Chileno e voltamos com a certeza de que um dia retornaremos.

Aqui você pode acompanhar outras histórias e dicas de quem já viajou para o Chile.

Planeje sua viagem com a gente!

Fazendo suas reservas aqui pelos links do blog você não paga nada a mais por isso, e ainda ajuda na manutenção da nossa página. Nossos parceiros foram escolhidos a dedo. Então não custa nada ajudar a gente.

Posts Relacionados

5 comentários

aline 9 de agosto de 2016 - 13:43

Ola! Qual foi a empresa que fizeram o passeio da neve? Achei boa essa ideia de aproveitar pra conhecer o valle nevado enquanto aguarda abrir as atividades da outra estação.

Reply
Tania 29 de julho de 2016 - 21:23

Cinara,
Tudo bem? Que bom que sua viagem foi ótima! Estou indo para Santiago no próximo dia 12 com minha filha de 11 anos e o pai dela. Pretendemos ir a Valle Nevado, mas nao compramos casacos para neve, só as roupas de 1ª e 2ª camada. Optamos por alugar, pois aqui está MEGA caro. Li em seu post que vcs alugaram a 8.000 pesos cada peça. Pergunto: é possível alugar as botas tb? E comprar em Santiago os agasalhos, sai mais em conta? obrigada!
Tania

Reply
ISABELA 3 de agosto de 2016 - 11:35

Tania. Vale a pena comprar lá. Um par de Luvas s custa 8000pesos. Aliás, cada pesa está de 8 a 10mil pesos. Recebi varias indicações de compras, as lojas Paris, Falabela e Ripley. São lojas de departamentos, como a Renner. Lá se encontra roupas de frio mais baratas, inclusive no Costa era Center. Como vocês estarão em 3 vale a pena comprar meia térmica, Lucas e casaco para você e seu marido, e apenas meias e luvas para o seu filho ( Pq crianças crescem e depois numa futura viagem não servirá mais)ee o resto vocês alugam.
Vá por mim, sairá mais barato, porque alugar TUDO pra três pessoas ficará MT caro. Irei dia 10 e ficarei até dia 18.

Reply
Debora 13 de agosto de 2016 - 23:01

Oi Isabela! Consigo alugar somente calça, casaco e bota de neve com preço bem menor que o pacote todo? Eu tenho luvas da decathon, mas confesso q senti frio nas mãos com elas no inverno da Europa… pois ela é grossa, porém de tecido. Vc conseguiu comprar aquelas tipo de couro e bem grossas nas lojas? Obrigada!

Reply
ISABELA 3 de agosto de 2016 - 11:37

Revisando: o aluguel destas peças que variam de 8 a 10mil pesos.
Pra comprar Vc encontra por bem menos

Reply

Gostou? Deixe aqui seu comentário