O pôr do sol mais lindo do mundo em Cajón del Maipo, Chile

por Rosi Guimarães

Quer fugir do tradicional? Fazer um passeio diferente para curtir o silêncio e a paz da Cordilheira dos Andes e ainda ver um pôr do sol maravilhoso no Chile?
Essa é a sua melhor opção: conhecer o lado B de Cajón del Maipo e ainda visitar Embalse El Yeso. Já visitei Cajón algumas vezes. Conto minha primeira experiência neste post e minha ida em 2017 aqui. Mas, dessa vez, foi algo realmente novo e posso dizer, com certeza, emocionante.

Para começo de conversa, diferente de todos os passeios, esse se inicia às 14 horas, horário que saímos de Santiago em direção a Cajón. Lembrando que a maioria dos tours saem bem cedinho, tipo 6 horas da manhã, então, esse é o primeiro diferencial. Ideal para quem quer curtir a cama mais um pouquinho.
Nossa primeira parada foi na Plaza de Armas de San José del Maipo, um povoado com cerca de 15.000 habitantes, a cinquenta quilômetros de Santiago e fundado em 1792 por Ambrosio O´Higgins.

Nesse ponto, o simpático guia Francisco deu uma breve explicação sobre a fundação da cidade ao nosso grupo de três pessoas. O segundo diferencial é justamente esse: este passeio é feito em pequenos grupos com, no máximo, cinco pessoas em um carro 4 X 4. Neste dia, éramos sete em dois veículos.

Fizemos uma rota diferenciada e passamos por dentro da cidade. Conhecemos Melocotón, onde está a estação e o trem patrimonial de Cajón, depois passamos pelo povoado de San Alfonso. Por ser primavera, a estrada estava linda e colorida.

Paramos no túnel Tinoco para fotos. Em seguida, passamos por San Gabriel e lá fomos nós em direção a Embalse El Yeso. Chegamos por volta de 17 horas e, para nossa surpresa, não havia ninguém no local, só nosso grupo. Outro diferencial: fugir do burburinho de pessoas que visitam o local pela manhã.

Claro que fizemos uma parada obrigatória para foto no embalse e logo continuamos nosso caminho. Percorremos mais uns quarenta minutos de estrada e chegamos ao Valle de Pedras, onde os carros foram estacionados. Descemos do carro, enquanto um dos guias, o Bernardo, nos acompanhou numa pequena caminhada até a Laguna Meteorito. O Francisco (Pancho) ficou preparando nosso piquenique.

Caminhamos por um lugar lindo. Só se escutava o barulho do vento e o cantar dos pássaros. Que paz eu senti nesse lugar. Ventava muito e é importante estar bem agasalhado. No final de tarde, o sol vai embora e já começa a esfriar.

A Laguna Meteorito é pequena. Segundo o Bernardo, ela tem esse nome porque caiu um meteorito nesse lugar… Vai saber se é verdade!

De repente, o céu ficou muito nublado. Eram quase 19 horas e eu já estava sem esperanças de ver o pôr do sol nesse lugar incrível. Para quem me acompanha há mais tempo, sabe que sou apaixonada pelo pôr do sol. Chego a gritar de felicidade!

Fizemos a caminhada de volta para o local onde os carros ficaram estacionados. Chegamos lá e nosso piquenique já estava pronto: vinho, queijos, petiscos, sucos, água. Hum!

O sol já estava se escondendo e a gente ali fazendo um brinde, agradecendo por esse momento e quando olho para o céu… Meus Deus, que surpresa maravilhosa. Fiquei emocionada. Quem acompanhou meus stories, sabe bem do que eu estou falando. Segue o @blognosnochile e veja meus stories nos destaques.

O céu se pintou de vermelho. E meu coração disparou, a emoção tomou conta de mim e nesse momento eu pensei: sabia que a montanha não iria me decepcionar.

Imaginem a cena: nós ali no meio da Cordilheira do Andes, sozinhos nesse lugar, sem barulho, sem agito, só ouvindo o cantar dos pássaros e assistindo um pôr do sol lindo desses.

Passeio fechado com chave de ouro. Mais alguém aqui louca/louco com pôr do sol? Então venha viver essa linda e inesquecível experiência. Eu amei e recomendo!

Fiz esse passeio em parceria com a agência Indo pro Chile. Só ela mesmo para te proporcionar um passeio tão lindo! Para fazer um  orçamento é só clicar aqui no link. 

Texto revisado por Bárbara Mussili, criadora do blog Refúgio Ameno

Planeje sua viagem com a gente!

Fazendo suas reservas aqui pelos links do blog você não paga nada a mais por isso, e ainda ajuda na manutenção da nossa página. Nossos parceiros foram escolhidos a dedo. Então não custa nada ajudar a gente.

 

Posts Relacionados

12 comentários

Alessandra Aparecida Ramos 27 de fevereiro de 2019 - 15:05

Rosi estive ano passado no Chile com minha filha e infelizmente tivemos uma péssima experiência com uma determinada agência de turismo, estamos voltando em julho próximo. Qual agência você me recomenda, de confiança e um preço justo.

Reply
Rosi Guimarães 27 de fevereiro de 2019 - 17:04

Oi Alessandra,
Esse tema é um pouco complicado aqui mesmo, por isso temos agências parceiras no blog. Todas foram testadas por mim e tem opções para todos os bolsos. Veja esse link https://nosnochile.com.br/parceiros/
Boa viagem!

Reply
Carlos Kreutz 11 de fevereiro de 2019 - 14:09

Rosi, estou adorando tudo no seu blog. Gostaria de tirar duas dúvidas sobre meu roteiro em Santiago. Há um email que eu possa lhe encaminhar minha dúvida? Grato.

Reply
Rosi Guimarães 12 de fevereiro de 2019 - 17:10

Oi Carlos,
Nao achou sua dúvida no blog? Pode também colocar aqui que eu respondo. Minha caixa de email está lotada, estou dando preferencia para responder por aqui.
Um abraço!

Reply
Fábio Henrique 1 de janeiro de 2019 - 20:06

Olá Rosi obrigado por compartilhar. Vamos em família (4 pessoas / 2 crianças) agora em janeiro/19 e aluguei um carro. É possível fazer esse passeio com carro próprio?

Reply
Rosi Guimarães 3 de janeiro de 2019 - 12:37

Oi Fábio,
Acho muito complicado conhecer Cajón de carro alugado, eu nem indico. A estrada próxima a embalse é muito estreita e mao dupla, além da quantidade de caminhoes que circulam por lá. Nao recomendo.
Boa viagem!

Reply
Nathália 28 de novembro de 2018 - 18:47

Oi Rose. Achei incrível o passeio a Cajón de Maipo! Viajarei para o Chile em janeiro e quero conhecer o lugar, mas a caminhada é muito longa? Como é? Estou perguntando porque quebrei meu joelho em fevereiro, já estou recuperada, mas não posso fazer caminhadas longas e em lugares com muitos desníveis. Beijo

Reply
Rosi Guimarães 29 de novembro de 2018 - 08:41

Oi Nathália,
Na verdade é uma caminhada curta de uns 15 a 20 minutos e você pode ficar a vontade para caminhar o quanto quiser.
É maravilhoso esse passeio!
boa viagem!

Reply
Silvana Queiroz 18 de novembro de 2018 - 18:33

Boa noite Rosi , tudo bem ?
Eu voltei do Chile em 24/10/2018 , fiquei por la tres nesem .
Quando posso voltar .entra e no pais , tenho a intenção de viajar em 23/11/2018 .
Me ajuda com esta dúvida .
Obrigada .

Reply
Rosi Guimarães 19 de novembro de 2018 - 13:56

Oi Silvana, boa tarde!
Infelizmente nao sei te responder, você teria que ver essa informação na PDI ou no site da Extranjeria.
Um abraco!

Reply
Rozembergue 13 de novembro de 2018 - 15:29

Que maravilha Rosi. Quando você me falou dessa opção logo me despertou a vontade de fazer esse passeio. Quero muito ver o pôr do sol nesse lindo lugar que ainda não conheço.

Reply
Rosi Guimarães 20 de novembro de 2018 - 09:58

Oi Rozembergue,
Vale muito a pena conhecer, quando vier ao Chile me avisa e vamos juntos!
Um abraço

Reply

Gostou? Deixe aqui seu comentário