Restaurante La Salvación – o resgate da comida chilena

por Rosi Guimarães

Gente,

Sempre visito vários restaurantes aqui em Santiago e quase nunca escrevo os posts no blog. Mas, a partir de hoje, me comprometo a escrever mais sobre gastronomia.

Você pode ler sobre o restaurante Jerónimo  e tem uma listinha dos 10 restaurantes imperdíveis em Santiago neste outro. Agora, vou contar sobre a minha ida junto com o Flávio para jantar no La Salvación!

Como o próprio nome já diz, o restaurante SALVA o jeito de preparar a comida chilena. É uma proposta de resgate do modo de cozinhar do passado, daquela comida da vovó, que fica guardada para sempre na nossa memória. Porém, não pense que vai encontrar os tradicionais pratos chilenos, como pastel de choclo, cazuela ou lomo a lo pobre no La Salvación. Esse resgate é de pratos diferentes.

O carro chefe é a carne de porco, mas tem peixes e opções vegetarianas também. Comandado pelo chef Rolando Ortega, a ideia é preparar comidas que remetem ao passado à moda chilena. O La Salvación acaba de sair numa listinha dos 10 melhores restaurantes de Santiago, eleito pela revista chilena La Cav.

Nossa visita começou com uma caneca de caldo. Boas-vindas da casa.

Em seguida, para beber, escolhemos uma mescla de Carignan com Cabernet Sauvignon chamado Malcriado. A carta de vinhos do restaurante é bem variada, desde os tradicionais, como Concha y Toro, até pequenos produtores de cepas diferenciadas. E também havia cervejas e drinks.

De entrada, pedimos um ceviche caletero com ingredientes típicos do Chile, acompanhado de torradas ($ 5.200). Também provamos a famosa charcutaria, elaborada  no próprio restaurante, acompanhada de doce de figo e ricota, também caseira  ($ 12.900).

Os pratos foram um Vetado de lengua a las brasas, parte traseira da língua acompanhada de um molho de mostarda e uma pequena salada ($ 9.500) e um tradicional La prieta Don Victoriano ($ 8.700), feito com carinho pelo senhor Victoriano. Não é um prato que agrada a todos, mas me surpreendeu pelo sabor.

Para sobremesa, La chupilca ($ 4.500), doce muito comum no Sul do Chile, um sorvete de farinha torrada com calda de vinho tinto e turrón de pipeño. Maravilhoso! A mistura de sabores é surpreendente.

E, para fechar com chave de ouro, um  licor imperdível, chamado de bajativo, também feito no próprio restaurante. Tomei o Apiado (feito de aipo) e adorei!

O restaurante estava cheio. O atendimento foi bom e o lugar era agradável. A decoração era bem bonita, com destaque para as tolhas de mesa, que realmente nos lembra a casa da vovó. Como eu disse no início, cortes bem diferenciados e comidas nada comuns, uma opção realmente diferente que você não vai encontrar em nenhum outro lugar do mundo. Valeu muito a experiência!

Texto revisado por Bárbara Mussili, criadora do blog Refúgio Ameno

Planeje sua viagem com a gente!

Fazendo suas reservas aqui pelos links do blog você não paga nada a mais por isso, e ainda ajuda na manutenção da nossa página. Nossos parceiros foram escolhidos a dedo. Então não custa nada ajudar a gente.

Posts Relacionados

8 comentários

Wieland Lickeld 26 de setembro de 2019 - 17:11

Olá, Rosi, e muito grato pelo retorno. Abraço!

Reply
Rosi Guimarães 27 de setembro de 2019 - 10:16

De nada!
Um abraço!

Reply
Wieland Lickfeld 24 de setembro de 2019 - 21:39

Olá, Rosi, parabéns pelo seu blog! Você tem notícias do El Rincón de los Canallas? Soube que o local onde estava na Tarapacá seria demolido para a construção de um novo edifício e que estavam buscando novo endereço. Mas não sei se isso se concretizou. Ficarei grato por suas notícias. Grande abraço!

Reply
Rosi Guimarães 25 de setembro de 2019 - 11:52

Hola Wieland,
Que estranhoprocurei na internet e não achei nada recente, só postagens antigas, nem o site funciona mais. Então não sei te dar informações recentes do lugar.
Um abraço!

Reply
Francineide Santos 18 de setembro de 2019 - 11:19

Acredito que todos que conhecem Santiago, ficam com vontade de retornar. Agora já tem um restaurante na lista dos lugares a conhecer, quando voltar ao Chile.

Reply
Rosi Guimarães 22 de setembro de 2019 - 21:10

Francineide,
Com certeza o Chile merece mais de uma viagem e esse restaurante é muito bom. Vale visitar!
Um abraço!

Reply
Néviton 16 de setembro de 2019 - 17:18

Uma dica de restaurante pra quem gosta de assados e de experimentar uma comida com receitas típicas dos Mapuches, deve conhecer o Las Delícias de Quirihue, na rua Domeyko em Santiago. A proprietária Olívia e seu filho Cristopher dão especial atenção aos clientes num ambiente que parece uma casa de fazenda.

Reply
Rosi Guimarães 22 de setembro de 2019 - 21:25

Obrigada pela dica!

Reply

Gostou? Deixe aqui seu comentário