Roteiro completo para 7 dias: o que fazer em Santiago do Chile no verão

por Rosi Guimarães

Nem só de inverno vive o Chile. Fora dessa estação, a capital chilena tem um astral bem diferente da temporada de neve. E para provar que essa é uma excelente opção para sua viagem, vamos indicar um roteiro do que fazer em Santiago do Chile no verão.

Sobrevoando a Cordilheira 30/12/18

Faz bastante calor por aqui nesta época, porém, a temperatura varia ao longo do dia. O começo da manhã e o final da tarde são mais frescos e pode até ser que você precise de um casaco para sair à noite. Traga na mala roupas leves para o dia e algum agasalho para a noite. Se for o caso de fazer algum passeio pela montanha ou mais perto da Cordilheira, como Cajón del Maipo, também é bom se prevenir.

Outra característica deste período é que os dias são mais longos e é muito raro chover. Isso é bom porque rende bons passeios, mas, em função do clima seco, é preciso se hidratar com mais frequência. Não descuide do protetor solar e tome bastante água.

Para curtir o verão no Chile, acesse aqui para pesquisar passagens aéreas com desconto e aqui para verificar hotel e se hospedar em Santiago.

Vale contratar um Seguro Viagem para o Chile? Cupom de 5% exclusivo Nós no Chile!

A Seguros Promo compara preços das melhores seguradoras do mundo, como Assist Card, SulAmérica, GTA, Affinity e outras.

E a gente ainda conseguiu um desconto de 5% para você! É só usar o cupom NOSNOCHILE5. Pagando com boleto ganha mais 5%! Faça um orçamento aqui e veja que não é caro.

E vamos ao roteiro do que fazer em Santiago do Chile no verão

Dia 1

Comece pelo Centro Histórico. Uma opção é ver a troca de guarda em frente ao Palacio de La Moneda (calendário 2019 aqui)  e conhecer o centro cultural que fica no seu subterrâneo. Veja a exposição em andamento neste link para a agenda cultural.

No seu primeiro dia, aproveite para trocar dinheiro na rua Agustinas, onde tem o melhor câmbio. Caminhe até a Plaza de Armas e visite a Catedral Metropolitana. E ainda tem o Museu Chileno de Arte Precolombino muito pertinho.

Para almoço, uma opção é seguir para o Mercado Central e provar a centolla, porém, como este é um lugar que visa atender turistas, os preços são caros. Além disso, o assédio dos garçons disputando clientes no horário de almoço é um pouco incômodo. Vá preparado e escolha com calma. Uma alternativa mais econômica pelo mercado é comer as típicas empanadas no Empório Zunino.

Caso você prefira ficar pelo centro, vale caminhar até o Barrio Lastarria e almoçar por lá em dos vários restaurantes da rua principal ou do entorno. Sugerimos o Liguria e neste post tem uma lista de 10 restaurantes em vários locais. Para finalizar, caminhe até o Cerro Santa Lucía e suba até o mirador para contemplar a cidade.

Dicas:
  • Como é dia de caminhada, leve sua garrafinha de água e abuse do protetor solar.
  • No Centro, a calle Agustinas tem banheiro público que custa $ 400.
  • Aproveite que estará por perto e circule pelo Paseo Bandera com seus murais e chão coloridos.
Melhor dia para esse passeio:
  • De terça a sexta-feira, já que os museus fecham às segundas-feiras.

Dia 2

Conheça Valparaíso e Viña del Mar. Para este passeio, pode-se contratar uma agência (faça um orçamento com as agências parceiras do blog aqui) ou alugar um carro para ir por conta própria (explico tudo neste post).

Em Valparaíso, destacamos a casa-museu do poeta Pablo Neruda como um dos pontos turísticos mais interessantes. Mas não deixe de conhecer o Cerro Alegre e caminhar para ver os grafites coloridos. A ideia é se perder pelas ruas e descobrir seus encantos. Depois da caminhada, é possível descer usando os antigos elevadores do cerro.

Em Viña del Mar, passe pelo Museu Fonck para tirar uma foto ao lado de um autêntico moai da Isla de Pascua. Outra atração é o Relógio de Flores no Cerro Castillo. Caminhe até a praia e molhe os pés nas águas geladas do Oceano Pacífico.

Na dúvida entre ir de transporte público, com agência ou alugar carro? Depende do que se procura. Economia, conforto ou fazer tudo no seu tempo?

Com agência é mais confortável porque você não precisa se preocupar. Elas já têm um roteiro definido, levam em restaurante para almoçar. Também aproveitam o passeio deste dia para passar em vinícolas do Valle de Casablanca no caminho.

Fazer por conta sai mais barato, mas você conhece menos atrações, já que as distâncias entre os pontos turísticos são grandes. Entre Valparaíso e Viña del mar, por exemplo, você precisa pegar um ônibus.

Ir de carro é ideal para quem gosta de fazer o passeio mais livremente. Fique atento porque, infelizmente, é muito comum o furto de pertences deixados dentro do carro. Um golpe comum é furar o pneu do carro e oferecer ajuda. Geralmente, estas pessoas estão em grupo e, enquanto um te ajuda a trocar o pneu, o outro aproveita para furtar o que tem dentro do carro.

Dica:
  • Como a temperatura varia muito, é bom consultar a meteorologia antes de ir. Pode ser que, mesmo no verão, o dia esteja nublado e você precise de agasalho.
Melhor dia para esse passeio:
  • De terça a sexta-feira para evitar finais de semana quando as cidades estão mais cheias e já que os museus estão fechados às segundas-feiras.

Dia 3

Dia de descobrir por que o Chile é o país do vinho! Aproveite a alta temperatura para conhecer os vinhos mais frescos, como os brancos e os rosés.

Existem várias vinícolas localizadas perto de Santiago e fáceis de chegar com transporte público. Concha y Toro, Cousiño Macul, Undurraga, Aquitania são algumas delas.

Lembrando que você precisa reservar o tour com antecedência através da página da vinícola.

Já com agência, é possível conhecer mais de uma vinícola num dia. Algumas oferecem pacotes para os Valles de Casablanca e Colchagua. Faça um orçamento com as agências parceiras do blog neste link.

Dica:
  • Tome vinho, mas não esqueça de se hidratar tomando muita água.
  • Não deixe de fazer reserva.
Melhor dia para esse passeio:
  • Qualquer dia da semana, mas verifique antes a disponibilidade.
  • A vinícola Santa Rita não abre às segundas-feiras e algumas outras não abrem no final de semana.

Dia 4

Que tal um dia para bater perna? A sugestão é subir o Cerro San Cristóbal de funicular ou teleférico para ver a cidade do alto e aproveitar para conhecer a La Chascona, outra casa-museu de Pablo Neruda, muito perto da entrada do cerro. Pode-se aproveitar também para almoçar no Patio Bella Vista ou nos restaurantes Como Agua para Chocolate ou Galindo.

Se gosta de cerveja, a dica boa é a cervejaria Kunstman. Leia o post aqui.

Para fechar o dia, visite o Sky Costanera. Veja o pôr do sol no prédio mais alto da América Latina.

Dica:
Melhor dia para esse passeio:
  • Evite os finais de semana quando normalmente tem fila no funicular.
  • O teleférico e a casa museu do Pablo Neruda não funcionam às segundas-feiras.

Dia 5

Fuja da cidade e curta a natureza em Cajón del Maipo. Não recomendamos alugar carro para fazer esse passeio por conta própria porque a estrada é complicada. Quem não conhece pode ser perder e não tem sinal de internet por lá. A sugestão é contratar com agência, passar o dia sem preocupações e ainda aproveitar um tour com piquenique e vinho.

Dica:
  • Leve um agasalho leve porque, mesmo sendo verão, venta muito por lá.
Melhor dia para esse passeio:
  • Evite finais de semana quando a estrada, que é bem estreita, fica cheia e os locais de parada também.

Dia 6

A vez dos parques e museus de Santiago.

Para quem curte os dois, o ideal é o Parque Quinta Normal que tem vários museus, dentre eles, o Museo Nacional de Historia Natural. E ainda tem o Museo de la Memoria y los Derechos Humanos que fica bem perto do parque.

Outra opção conjugada é o Museo Nacional de Bellas Artes e o Museo de Arte Contemporáneo que ficam no Parque Forestal.

No centro, pode-se combinar o Museo Chileno de Arte Precolombino e o Museo Histórico Nacional. Ou ainda em Lastarria, outra dobradinha é Centro Cultural Gabriela Mistral com o Museo de Artes Visuales.

Para quem prefere os parques, o Bicentenário fica em Vitacura e o Araucano, em Las Condes. Este último fica muito próximo ao Shopping Parque Arauco. A dica para quem viaja com criancas é passar o dia no Museo Interactivo Mirador.

Dica:
  • Viva um dia de chileno, passe num supermercado, compre uns lanchinhos e faça um piquenique no parque. Lembrando que aqui no Chile é proibido bebida alcoólica em locais públicos. Não esqueça de levar a toalha…
  • Aqui um post de comprinhas de supermercado.
Melhor dia para esse passeio:
  • Qualquer dia da semana, exceto segunda-feira quando a maioria dos museus estão fechados.

Dia 7

Um dia em aberto para fazer o que mais combina com você. Pode ser voltar no que mais gostou, fazer compras no shopping ou simplesmente aproveitar um passeio mais zen ou cultural. Então, vale conhecer a casa-museu de Pablo Neruda em Isla Negra ou o Templo Bahá’í ou o Barrio Italia.

Ideia de passeio para fazer em Santiago no verão é o que não falta aqui no blog. Organize o roteiro de acordo com o seu planejamento. O importante é aproveitar todos os momentos e curtir os meses de janeiro e fevereiro no Chile como se não houvesse inverno…

  • Acompanhe o Nós no Chile no Instagram e fique por dentro das dicas diárias: @blognosnochile

Dica importante: aumente seu roteiro para 12 dias e vá conhecer o Deserto do Atacama! É simplesmente um sonho. Acesse aqui para ler os nossos posts e se inspirar!

Planeje sua viagem com a gente!

Fazendo suas reservas aqui pelos links do blog você não paga nada a mais por isso, e ainda ajuda na manutenção da nossa página. Nossos parceiros foram escolhidos a dedo. Então não custa nada ajudar a gente.

Posts Relacionados

24 comentários

Connie Branco 29 de setembro de 2019 - 01:05

Oie Rosi!

Que blog precioso o teu! Super dicas que auxiliam muito no planejamento de uma viagem. Como boa “globetrotter” que sou, não abro mão de pesquisar MUITO antes de viajar, justamente para desfrutar a full de tudo que o lugar possa oferecer.

Vou para o Chile em dezembro co minha mamis de 78 anos, que é “viajandona” feito eu, de quem herdei essa paixão pelo “mundo”. Serão 10 dias e eu havia pensado em ficar 3 em Santiago, 3 em Viña/ Valparaiso y subir até Copiapó por 4 dias(uma vez que não irei ao Atacama dessa vez pelo pouco tempo). Você acha que vale a pena dispor assim da viagem ou, você me sugere outra perspectiva? Lendo teu post sobre o Atacama, pensei em alterar e ficar 5 dias em Santiago fazendo excursão de 1 dia para Viña e outros 5 no Atacama. Help me pleaseeee 😉

Abraços
Connie

Reply
Rosi Guimarães 30 de setembro de 2019 - 09:44

Oi Connie,
O que você faria em Copiapó? Acho que San Pedro, no Atacama tem muito mais a oferecer. Eu faria o troca sim. Vale a pena! O Atacama é um sonho.
Abraço e boa viagem!

Reply
Viviane Santos 24 de fevereiro de 2019 - 21:27

Oi Rosi, pretendo ir em Abril com minha mãe. A única exigência que ela fez é dormir de domingo para segunda em Viña del Mar para ir à Igreja. Ficarem 5 dias e pretendemos voltar embora na segunda. O que me indicaria? Ela não é acostumada a andar muito mas já falei pra ela que vou deixá-la no hotel e sumir kkkkkk . Obrigada

Reply
Rosi Guimarães 25 de fevereiro de 2019 - 23:15

Oi Viviane,
Não entendi muito bem, você que ir dormir em Viña del Mar só para sua mae ir para a igreja? Aqui em Santiago também tem igrejas.Se serão apenas 5 dias nao cpmpensa dormir em viña.
Um abraço!

Reply
Carlos Kreutz 14 de fevereiro de 2019 - 13:41

Rosi, obrigado pelo retorno!
Pois é, por isso dessa vez estou deixando para visitar apenas o Museo de Arte Precolombino. O Nacional de Belas Artes deixei apenas para conhecer a fachada, durante a caminhada do Cerro Santa Lucia até o Barrio Bellavista.
Para o retorno, a visita à Concha y Toro está em stand-by, dependendo do quanto estaremos satisfeitos com visitas à vinícolas em Mendoza, hehehe.
Muitíssimo obrigado pelo retorno. Me ajudou um pouco mais no roteiro.
Parabéns pelo ótimo blog.
Abs.

Reply
Rosi Guimarães 15 de fevereiro de 2019 - 15:56

Oi Carlos,
De nada! Boa viagem e curta muito o Chile e Mendonza.
Abraço!

Reply
Carlos Kreutz 12 de fevereiro de 2019 - 15:19

Rosi, mais uma vez a parabenizo pelo blog. Mais uma vez aproveito para tirar uma dúvida, rsrsr, ou duas, devido ao pouco tempo que ficaremos em Santiago, ao longo da viagem toda.
Chegaremos em Santiago as 13:30, suponho que até as 15h já estejamos no hotel, em Bellavista, prontos para sair. Você acha ser possível fazer nesse resto de dia: câmbio na Agustinas, passar pelo La Moneda, visitar o Cerro Santa Lucia, passar pelo Museu Nacional de Belas Artes e finalizar no Pátio Bellavista?
Igualmente, após uns dias em Mendoza, retornaremos à Santiago com um dia livre para passeios na cidade. É possível realizar esse roteiro em um dia: ida à Concha y Toro para o primeiro tour da manhã (10:10h), retorno ao centro para almoçar no Mercado Central (ou outro lugar perto), conhecer Plaza de las Armas, Cathedral Metropolitana, visitar o Museo de Arte Precolombino e finalizar no Cerro de San Cristóbal (subir de funicular, conhecer o Zoo e descer de teleférico)?
Não sei se estou exagerando ou se é possível, visto que anoitece bem mais tarde e não temos problemas com bater perna.
Grato e ansioso pelo seu retorno.
Abs.

Reply
Rosi Guimarães 14 de fevereiro de 2019 - 11:53

Oi Carlosm
Acho que vai ser corrido. O museu fecha 18 horas, não deve dar tempo. E no dia da volta de Mensonza pode ser que dê tempo, mas fica corrido também.
Boa viagem!

Reply
lizandradtelles 3 de fevereiro de 2019 - 17:31

Oi Rosi, seu blog é apaixonante. Já estou me apaixonando pelo Chile, que vai ser minha próxima trip. São artigos muito interessantes e úteis. Parabéns! Se tiver um tempo passe no meu blog: http://www.roteirosparaviajantes.com.br. Abraços!

Reply
Rosi Guimarães 14 de fevereiro de 2019 - 11:56

Oi Lizandra,
Muito obrigada pelo carinho!
Boa viagem!

Reply
Kay Gentile 28 de janeiro de 2019 - 10:56

Rosi, não sei nem como começar a te agradecer.
Fomos para Santiago eu, meu marido e minha filha de 12 anos e voltamos dia 25/01, ficamos por uma semana em Lastarria e seu blog e instagram (com seus stories) foram essenciais. Foi o nosso guia principal.

No dia da chegada fomos a Agustinas para trocar os reais por pesos, ao mercado e demos uma volta pelo centro e pelo bairro, que é delicioso e cheio de cafés e restaurantes só que a gente já sabia porque você já tinha contado!

No dia 2 fomos muito audaciosos e fizemos tudo a pé, até o Museo Bellas Artes, depois até a La Chascona e ao Cerro San Cristóbal. Subimos de funicular, descemos de teleférico e fomos, ainda caminhando, até o Shopping Costanera onde piramos com os vinhos no Jumbo e subimos no Sky Costanera no pôr do sol para uma das experiências mais lindas da nossa viagem seguindo suas dicas! E depois, ainda a pé, fomos jantar na pizzaria Tiramisu e só depois, já 11:00 da noite foi que pegamos um Über para voltarmos ao nosso Airbnb. Tudo deu super certo!

Os outros dias foram cheios de passeios, museus, um bate e volta no litoral com direito a Isla Negra, Vaparaíso e Viña de Mar, uma ida ao parque de diversões Fantasilandia (minha filha de 12 anos amou, e a gente também!) e, uma das suas dicas mais preciosas para nós, a ida a Viña Aquitania.

No dia da Aquitania marcamos o tour premium às 9:30 da manhã. Acabou sendo um tour exclusivo, a Bárbara foi atenciosa, querida e nos contou TUDO! Passeamos pelo vinhedo (lindo demais no pé da cordilheira) e contei para ela que a responsável por estarmos lá era você!

Esse foi um resumo bem resumido da viagem incrível, que você fez parte com a gente!

Desculpe o tom informal, mas é que vejo tanto os seus stories que já acho que você é minha amiga! rs..

Beijos e obrigada
ps. postei no meu Facebook a foto linda que meu marido fez no Sky Constanera. Vou te marcar lá!

Reply
Rosi Guimarães 28 de janeiro de 2019 - 15:59

Querida Kay,
Que comentário mais lindo que me fez arrepeiar de emocao!
Eu fico tao feliz que voce nem imagina. Obrigada pelo carinho! Por mais pessoas como voce que sabem curtir e dedicam um tempinho vindo aqui fazer um lindo agradecimento.
Um beijo!

Reply
Carolina 26 de janeiro de 2019 - 20:11

Olá Rosi, tudo bem? Primeiramente agradeço pelas dicas viu. Deus te abençoe 🙂 Vou para Santiago e ficarei 4 dias no começo agora de fevereiro/2019, e vamos chegar cedo em um sábado e ficaremos até quarta de manhã e vi que muitos passeios vc não orienta fazer de final de semana devido a lotação, então qual(is) vc indica para sábado e domingo? Estou pensando em passar um dia nas termas. Ficaremos hospedados no Centro perto da estação Quinta Normal. Grata por toda sua atenção. Abraços, Carolina

Reply
Rosi Guimarães 29 de janeiro de 2019 - 09:07

Oi Carolina,
final de semana é bom conhecer uma vinícola, já que irá perto do quinta Normal aproveite para conhecer o parque e seus museus, vale muito a pena, ali pertinho está o Museu de Mamória e Direitos Humanos.
Boa viagem!

Reply
Hugo Rodrigues 25 de janeiro de 2019 - 15:58

Oi Rose, estou programando uma 2ª Lua de mel com minha esposa em comemoração aos 15 anos de casamento. Gostei muito de suas dicas. Você tem alguma indicação de agencias locais onde eu possa fazer os pacotes de visita?

Reply
Rosi Guimarães 28 de janeiro de 2019 - 16:07

Oi Hugo,
Sim, temos agencias parceiras no blog: https://nosnochile.com.br/parceiros/
Boa viagem!

Reply
Patrícia cappella 12 de janeiro de 2019 - 10:02

Oi Rosi, tudo bem? Estou indo para Santiago em Março, aproveitando o feriado do Carnaval no Brasil. Indo pela 2a.vez..me tire umas dúvidas : o teleférico fica perto do funicular? Posso subir de funicular e descer pelo teleférico ? Vi nos posts e stories que tem muitas ciclovias. É possível alugar uma bike ? Onde consigo? Estou contigo acompanhando seus posts e stories desde 2015 e me ajudaram muito quando estive nesse mesmo ano. Foi super legal !! Obrigado e parabéns pelo blog e stories. Super bjo. !!

Reply
Rosi Guimarães 12 de fevereiro de 2019 - 19:04

Oi Patrícia,
Que legal que está retornando. Sim, você sobe o cerro de funicular e lá em cima pegar o teleférico.
Boa viagem!

Reply
lidianny 10 de janeiro de 2019 - 08:25

Rosi, bom dia. Me ajude a montar um.roteiro c crianças. irmãos em agosto de 2019.

Reply
Rosi Guimarães 10 de janeiro de 2019 - 09:41

Oi Lidianny,
Nesse link tem várias dicas: https://nosnochile.com.br/categorias/pontos-turisticos/criancas/
Musseu Interativo Mirador é imperdível. Aproveite para curtir os parques e pracas de Santiago.
Boa viagem!

Reply
Aline Simplicio 9 de janeiro de 2019 - 06:52

Rosi,estou cotando a viagem para o Chile em final de Junho,pois além de ser minhas férias, fiquei sabendo que é a época em que começa a nevar,minha intenção é ir conhecer Farellones ao invés do Vale Nevado,pois não sei esquiar rsrsrsrss,você indica conhecer Val Paraiso nessa época?

Reply
Rosi Guimarães 10 de janeiro de 2019 - 13:02

Oi Aline,
Acho que vale a pena sim, mesmo que seja inverno conhecer a costa chilena vale muito a pena!
Boa viagem!

Reply
Nathália Luisa de Souza Henriques 7 de janeiro de 2019 - 08:36

Oi Rose. Irei para o Chile agora em janeiro e depois de ler o seu post, fiquei com uma dúvida. O que fazer na cidade em uma segunda-feira? Porque você escreveu que os museus estão fechados. O que abre neste dia?

Reply
Rosi Guimarães 7 de janeiro de 2019 - 15:51

Oi Nathalia,
Os parques abrem na segundas. Cerro Santa Lucía, Centro histórico, vinícolas. Só museus e teleférico nao funcionam na segunda.
Um abraco!

Reply

Gostou? Deixe aqui seu comentário