Undurraga é uma das  vinícolas mais visitadas no Chile junto com a Santa Rita e a Concha y Toro, esta última a maior do Chile e primeiro lugar em número de visitas.

Antes de tudo, essa foi minha segunda visita a  vinícola Undurraga, pois já estive lá com a família em 2014 e voltei agora para atualizar o post.

Essas três vinícolas que mencionei estão entre as mais conhecidas pelos brasileiros e são de fácil acesso para quem visita Santiago.

Além delas, tem também as vinícolas Cousiño MaculSanta Carolina e Aquitania que são super fáceis de chegar por conta própria (clique sobre cada uma para ler o post com as dicas). 

Ademais, ainda tem as consideradas vinícolas-boutiques, como a El Principal e a Pérez Cruz, também no Valle de Maipo.

Enfim, como eu sempre digo: só não vale ir embora do Chile sem conhecer pelo menos uma vinícola.

Se pretende visitar a vinícola Undurraga com crianças, clique aqui para saber mais.

Como é o tour na Vinícola Undurraga?

A Undurraga fica na cidade de Talagante, a 34 km de Santiago. Na nossa primeira visita, utilizamos transporte público, já que é muito fácil e barato.

Dessa vez, fui com agência, uma boa opção para quem busca comodidade e oportunidade de conhecer outra vinícola ou fazer outro passeio no mesmo dia.

O tour dura cerca de 1h15 e começa pelo jardim. Como era primavera, estava tudo florido.

Caminhamos até o vinhedo onde o guia explicou sobre o solo e as variedades de uva plantadas.

Mais adiante, ele mostrou a diferença entre as folhas das uvas e nos mostrou a calicata, um corte do terreno para analisar os tipos de minerais que ele contém.

Em seguida, passamos para a adega, onde foi explicado o processo de produção do vinho, tempo de guarda e os tipos de barricas.

Além disso, a vinícola também possui um pequeno museu chamado GENTE de la TIERRA, com uma coleção de peças, apuches e andinas. 

Se quiser conhecer mais sobre estas culturas que habitaram o território chileno, veja este post  sobre o Museu Chileno de Arte Precolombino.

A melhor parte do tour: a degustação

Primeiro, degustamos um Sauvignon Blanc 2016, um Carménère Gran Reserva 2017, um Cabernet Sauvignon Founders Collection 2015 e, por fim, um Late Haverst 2017.

Ao final da degustação, você pode levar a taça para casa.

Além disso, há uma loja de vinhos e espumantes com preços bem atrativos e variedades.

Eu fiz o Tour Sibaris que custa $ 17.000. Deixo o link ao final do post para consultar os preços dos tours.

Atenção:

Para quem vai por conta, não há restaurante e nem local para um pequeno lanche na vinícola. Portanto, vá de barriguinha cheia ou leve seu próprio lanche.

Como chegar na Vinícola Undurraga por conta própria?

Agora, veja como chegar até a Undurraga por transporte público ou com agência.

Transporte público: Pegamos o metrô (linha 1 – vermelha) até a Estação Central.

Ao desembarcar, fomos até o terminal de ônibus San Borja, passamos por dentro do shopping que fica ao lado da estação e, ao fundo, subimos pela esteira rolante até o 2º andar.

Não é difícil, pois há placas indicando o local.

Chegando lá, procuramos pela linha Talagante, (próximo à plataforma 75), a empresa de ônibus que leva até a Undurraga. Lembrando que o bilhete de ônibus é comprado diretamente com o motorista. 

Quanto ao percurso até a vinícola, ele dura entre 30 e 40 minutos. Avisando ao motorista que quer descer na Undurraga, ele para bem em frente.

Que tal contratar agência?

Para quem prefere contratar uma agência, eu fiz o tour com a Sousas Tour que tem um programa de dia completo com Isla Negra pela manhã e Undurraga pela tarde.

 A Sousas é uma das parceiras do Nós no Chile e você pode fazer o orçamento clicando aqui.

Aproveita  para ler também o post sobre as 5 vinícolas mais visitadas por brasileiros.

Link para o tour na Undurraga:  https://www.undurraga.cl/tours

Veja o vídeo que fiz sobre a visita na Undurraga: