Centro GAM em Santiago do Chile, onde todo dia é dia de cultura

por Bárbara Mussili

Existem muitos lugares culturais em Santiago. Para todos os estilos e idades. Porém, existe um espaço em que se respira cultura todos os dias e que tem uma história incrível. Você não pode deixar de visitar em Santiago. Esse lugar é o Centro Cultural Gabriela Mistral ou GAM para os mais íntimos.

Gabriela Mistral foi uma poeta, diplomata e educadora chilena, primeira latino-americana a ganhar o Prêmio Nobel de Literatura pelo conjunto de sua obra poética e influência de seu pensamento no contexto da região.

Primeiramente, o GAM foi idealizado para sediar uma conferência das Nações Unidas em 1972. Porém, depois do golpe militar em 1973, o edifício foi tomado para funcionar como um centro de operações. Em 2006, um incêndio de grandes proporções destruiu boa parte de sua estrutura. Somente em 2010, foi reinaugurado com a proposta de ser um centro cultural com temática contemporânea para alcançar todas as pessoas e diferentes tipos de manifestações artísticas.

Localizado na Av. Libertador Bernardo O’Higgins, mais conhecida como Alameda, o conjunto arquitetônico já chama atenção por suas estruturas e pela sua entrada que funciona como uma praça: um grande espaço onde as pessoas se reúnem, com um teto de vitral colorido chamado Volantín, do artista Juan Bernal Ponce, e um enorme peixe de vime pendurado no teto, o Pez de Mimbre, de Alfredo Manzano. Outras áreas externas do conjunto também funcionam como praças, locais para eventos e atividades, reunindo jovens que ensaiam coreografias livremente, como é a proposta do entorno.

La Furia del Libro – Evento literário

La Torre vive – Instalação urbana de Janet Toro

A parte construída tem dois blocos que juntos oferecem dez salas para teatro, dança, circo, música clássica e popular, artes visuais e conferências. Destas, existem dois espaços de exposição: a sala de artes visuais e a sala de arte popular americana. As exposições são sempre gratuitas e muito interessantes. E é bom lembrar que o GAM tem acessibilidade universal.

Exposição de Guillermo Lorca – Animales Noturnos

A dica é sempre estar antenado(a) com a nossa programação cultural e também no site oficial do GAM. Há sempre muita coisa acontecendo por lá e você pode identificar um espetáculo cultural de acordo com o seu gosto ou percorrer o local para conhecer o prédio, suas obras artísticas e as exposições provisórias e permanentes.

Ronda Nacional – Espacio Nacional de Diseño

Há também a opção de fazer visita guiada, mediante inscrição prévia. Uma da opções oferecidas é a visita que engloba a história e o patrimônio do local. As outras opções são destinadas a quem tem interesses mais artísticos. E ainda tem também uma alternativa para as crianças na área interativa. Tudo em espanhol.

Visita guiada organizada por Cultura Mapocho

O GAM também tem uma loja de vinhos, um restaurante e uma livraria. Na lateral do prédio, acontece uma feirinha de objetos antigos. E é exatamente neste lado que fica o metrô que te deixa praticamente na porta do GAM: estação Universidad Católica (linha 1).

Outra dica é que, ao terminar sua visita, pela parte de trás do GAM, você sai no Barrio Lastarria, completando seu passeio cultural. A Av. José Victorino Lastarria tem um astral perfeito para uma caminhada na rua, observando suas construções antigas, como a da Iglesia de la Vera Cruz (monumento histórico), e seus murais de rua. Há várias vielas com lojinhas de artesanatos, cafeterias, sorveterias e restaurantes. Já quase no final, tem também o Museo de Artes Visuales e outra feira de artesanato, ao lado de um antigo prédio muito charmoso com suas parede tomadas por plantas.

Preste atenção também no cinema El Biógrafo, no melhor estilo cinema de rua e quem sabe você curte a experiência de assistir um filme por lá. O link do post está aqui.

Enfim, tem até dica para o almoço… Bar Liguria ou Bocanáriz? Impossível escolher. Amamos os dois. Você pode tirar na sorte… Bom passeio!

  • Acesse também o post com os 10 restaurantes imperdíveis em Santiago.

Informações sobre o GAM

Av. Libertador Bernardo O’Higgins, 227

Horários:

  • Edifícios A e B:  Terça a sábado – 9h às 23 h; Domingo e segunda – 9h às 23 h
  • Sala de Artes Visuais:  Terça a Sábado – 10h às 21h; Domingo – 11h às 21h
  • Sala de Arte Popular: Terça a sexta – 10h às 20h; Sábado, domingo e feriados – 11h às 20h

Visita guiada: [email protected]

https://www.gam.cl

Planeje sua viagem com a gente!

Fazendo suas reservas aqui pelos links do blog você não paga nada a mais por isso, e ainda ajuda na manutenção da nossa página. Nossos parceiros foram escolhidos a dedo. Então não custa nada ajudar a gente.

Posts Relacionados

Gostou? Deixe aqui seu comentário