Ilha de Páscoa:  localização, como chegar, requisitos de entrada e dicas

 Ilha de Páscoa (em português), Isla de Pascua (em espanhol) e Rapanui (para os nativos), é considerada um dos lugares habitados mais isolados do mundo e carrega o mistério dos Moai, as estátuas de pedras gigantes.

Está a 4.100 km do Taiti e 3.700 km da costa chilena. Acredite ou não, o Chile fica mais perto do Brasil do que da Ilha de Páscoa.

Conhecida também como o “umbigo do mundo”, Rapa Nui pertence a Polinésia, uma área geográfica definida por um triângulo imaginário cujos vértices são a Nova Zelândia, o Havaí e a Rapa Nui. Apesar de pertencer ao Chile, a cultura e as tradições de lá são mais polinésicas que chilenas, até a língua Rapa Nui.

Um pouco de história para você entender o motivo da Ilha de Páscoa pertencer ao Chile: em 1888 foi assinado um acordo para a ilha estar sob território chileno, uma vez que o porto mais próximo da Ilha no continente é o de Valparaíso.

Assim, a ilha pertence a essa região, já que o Chile é dividido dessa forma.

Eu e meu marido, Flávio, sonhávamos em conhecer Rapanui há muito tempo. Moramos no Chile há 10 anos e desde antes da pandemia já havíamos comprado essa viagem, mas só agora conseguimos realizá-la.

E posso afirmar que foi incrível e mágico visitar algo tão diferente e aprender muito sobre a terra dos Moai (no singular, porque o termo Moai designa as estátuas tanto no singular como no plural).

Curiosidades da Ilha de Páscoa

  • Tem cerca de 7 mil habitantes. Cerca de 3 mil falam a língua nativa que é o Rapa Nui, o restante fala espanhol.
  • Toda a água que abastece a ilha vem da chuva.
  • A energia elétrica é de um gerador.
  • A ilha foi declarada patrimônio da humanidade em 1995.
  • Se estima que na ilha tenha 900 moai.
  • A competição do Homem Pássaro ou Tangata Manu marcou a história da Isla de Pascua – Rapa Nui. 
  • Tem um filme, Rapa Nui, de 1994 que faz uma leitura a respeito da vida dos povos que habitaram a Ilha de Páscoa num período anterior à chegada dos europeus.

Como é voar para a Ilha de Páscoa saindo de Santiago do Chile

A Latam tem voos diários saindo de Santiago. Voamos em um Boeing 787-9, são quase 6 horas de voo para chegar até a ilha. A volta para Santiago é mais rápida, são cerca de 4h30. A explicação para isso tem a ver com a direção do vento: na ida, estamos contra o vento e na volta, a favor do vento. 

O Aeroporto Internacional Mataveri foi inaugurado em 1967 e tem 4 km de pista de pouso. Apesar da pista ser grande, a estrutura interna do aeroporto é bem precária, o desembarque é feito no pátio. Na ida conseguimos um upgrade e viajamos na classe executiva, já na volta não conseguimos. Este upgrade foi graças ao nosso cartão de crédito Santander Chile. Tanto na ida como na volta pegamos um pouco de turbulência, mas nada desesperador.

 O que me chamou a atenção e que todos que chegam na ilha tem que passar pela PDI – Policía de Investigaciones de Chile, como se fosse a nossa Polícia Federal, e também passar pelo controle do SAG – Serviço Ganadero de Chile, tanto na entrada como saída  para um controle de entrada de alimentos de origem animal ou vegetal. O aeroporto fica muito perto do centrinho da Ilha, mas com a mala fica impossível ir caminhando, por isso a maioria dos hotéis oferecem o transporte de deslocamento aeroporto – hotel – aeroporto.

Para entrar na Ilha, antes de embarcar é obrigatório preencher o FUI – Formulário Único de Ingresso ao território da Ilha. Esse formulário é para controle migratório e a permanência máxima permitida é  de 30 dias.

Vale lembrar que o seguro viagem não é obrigatório para entrar no Chile, mas eu recomendo muito ter um seguro para garantir uma viagem sem perrengues. Aqui no blog temos opções de seguro à partir de R$80,00. Como podem ver, é barato e não vale correr risco. Clica aqui e garanta o seu seguro com desconto. 

Requisitos de entrada na Ilha de Páscoa – Rapa Nui

  • Ter passagem de ida e volta.
  • Cédula de identidade ou passaporte dentro do prazo de validade.
  • Comprovar reserva de hotel turístico autorizado pela Sernatur ou carta convite redigida pelo residente ou pessoa que pertence ao povoado de Rapa Nui para confirmar local de permanência;
  • Preenchimento do FUI – Formulário Único de Ingresso a Rapa Nui aqui neste link. 
  • Importante saber que o prazo máximo de permanência na Ilha tanto para chilenos, como para estrangeiros, é de 30 dias.

  Leia aqui os requisitos para entrar no Chile em 2024

Melhor época para visitar a Ilha de Páscoa, no Chile e quantos dias ficar

Nós fomos no período de 4 a 8 de junho de 2024, ou seja 4 noites, que consideramos o suficiente para percorrer e conhecer os principais pontos turísticos da Ilha. Conversando com o guia que nos recebeu, junho é considerado baixa temporada, o que para nós não foi ruim, pois estava tudo bem vazio.

Na ilha quase não tem variação de temperatura, junho é outono e a variação é entre 19 e 21 graus e as chuvas são comuns nessa época. É considerado alta temporada o período entre outubro a março, onde as temperaturas chegam a 30 graus e a época que a Ilha está mais cheia de turistas, principalmente nos meses de janeiro e fevereiro.

Outra informação que a guia me passou é que o maior número de turistas que visitam a ilha são europeus, americanos e chilenos e são poucos os turistas brasileiros.

Onde se hospedar na Ilha de Páscoa

O local tem diversas opções de hospedagem, desde hotéis luxuosos como o Hotel Explora e o Nayara Rapa Nui até os mais simples, como hostel. Para quem não quer enfrentar grandes deslocamentos dentro da Ilha, o ideal é ficar no Centro Hanga Roa, mas tem a desvantagem de ser um local mais barulhento, pois muitas pessoas utilizam motos na ilha. Se você busca paz e tranquilidade, melhor escolher os hotéis mais afastados. 

Consulte aqui os hotéis com desconto pelo Booking

Eu e Flávio nos hospedamos no Hotel Altiplanico, que é mais afastado do Centro, cerca de 14 km, por isso, optamos por alugar um carro que facilitou nosso deslocamento para o centro e restaurantes.

Sobre o nosso hotel na Ilha 

Como eu já falei antes, nosso hotel estava localizado longe do centrinho de Hanga Roa, o que por um lado é bom, pois ele tem uma vista linda para o mar e pegamos cada pôr do sol mais incrível que o outro.

Outra vantagem é que é super silencioso e tomar um café da manhã com vista para o mar também foi incrível. É uma hospedagem em que os quartos são estilos bangalôs, com 16 no total. Apesar de estar bem avaliado no Booking, na minha opinião, já está precisando de reforma nos quartos, pois as paredes estão descascando. O café da manhã é ok e a vantagem é que o hotel tem restaurante. Então se não quer sair para comer fora, tem opções como pizzas, sanduíches e pratos.

A vantagem de alugar um carro

Alugamos o carro, mas também tinha opções de aluguel de bicicletas, motos e quadriciclos. A vantagem de alugar um carro é que você pode percorrer a ilha por conta. Vale lembrar que na maioria dos parques a entrada só é permitida com a companhia de um guia.  O carro facilitou a nossa locomoção do hotel para o centrinho e também para sair para jantar. Também aproveitamos para percorrer a ilha e visitar os locais que não precisam de guia para entrar, como a praia de Anakena.

Uma dica muito importante é fazer um passeio com um bom guia para você conhecer a fundo a encantadora história de Rapa Nui e suas estátuas de pedra gigante. Nós fizemos os passeios com a agência Rapa Nui Travel. Me contaram que infelizmente na ilha não tem nenhum guia que fala português, apenas inglês e espanhol. 

 

Tíquete de entrada para os parques da Ilha

Para ter acesso ao Parque Nacional Rapa Nui é obrigatório comprar o tíquete que te dá direito ao acesso a vários pontos de entrada no parque. O tíquete é válido por 10 dias e a cada entrada seu tíquete será carimbado. Em alguns lugares a entrada é permitida apenas uma vez. O valor é de $20.000 CLP para chilenos ou residentes e USD 80 dólares para estrangeiros. E pode ser adquirido no centro de Hanga Roa na Sernatur. 

Nós pagamos $20.000 CLP e o pagamento foi feito no cartão de débito. É importante manter esse tíquete o tempo todo com você, pois ele será pedido na entrada dos principais pontos turísticos da Ilha.

 

Internet na Ilha da Páscoa

A conexão de internet na ilha não é muito boa, mas funciona. Como nós moramos no Chile, já chegamos na ilha conectados. O meu chip é da Entel e do Flávio, da Movistar, os dois funcionaram, porém não foi de forma rápida, como estamos acostumados em Santiago. No nosso hotel não tinha wifi nos quartos, apenas na área comum, então quando precisávamos nos conectar para trabalhar íamos para essa área de conexão. No centrinho é possível encontrar chip Entel para comprar. Se passar por Santiago antes de ir para a Ilha, o melhor é comprar na capital.

Saiba mais sobre o uso de chip no Chile aqui

 

Formas de pagamentos na Ilha de Páscoa

Na maioria dos lugares na ilha aceita cartão de crédito. Nós usamos o nosso na maioria dos lugares e foi bem tranquilo. Eu recomendo levar pesos chilenos para lugares que não passam cartão. Pode acontecer, já que a conexão com a internet é ruim. Outra opção são os cartões multimoeda, tipo Wise ou Nomad.

Esse é o primeiro texto da nossa viagem para a Ilha de Páscoa, esse lugar que nos surpreendeu muito.

Aguarde os próximos relatos para você se encantar e também querer viajar para esse lugar tão distante e tão mágico!

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ao comentar você concorda com nossa Política de Privacidade

Comentários

  1. Que legal!
    Sou de BH (seu conterrâneo) e gostei de ver a camisa do Galão da Massa!
    Irei em julho somente a Santiago e ao Atacama. A Ilha de Páscoa fica para a próxima, quem sabe…

  2. Boa tarde, a ilha parece ser linda.
    já está na minha lista de próximos viagens. Estive no Chile em 2018 e também amei demais a cidade.
    agradeço as informações.
    bjs

    1. A ilha é realmente mágica!
      Vale muito a pena conhecer. Vai ter mais posts aqui no blog.
      Um abraço !

  3. Muito bacana este artigo. Meu sonho conhecer a Ilha. Fomos este ano ao Chile mas infelizmente por falta de planejamento nao conseguimos ir. Com as dicas de voces ficou mais facil planejar!
    Muito obrigada!

    1. De nada!
      Esse é o primeiro texto, ainda temos outros para publicar, além dos vídeos no nosso canal do YouTube que também sairão em breve!
      Um abraço !