Cartão Wise: saiba quais as vantagens para a sua viagem ao Chile

Está com a viagem marcada para o Chile e tem dúvidas se vale a pena usar o cartão Wise? Eu te conto tudo neste post.

Muitas pessoas já estão acostumadas a levar o cartão de crédito para viajar e gastar em hotéis, restaurantes, lojas e passeios. No entanto, quem não tem um cartão de crédito que possa ser habilitado para compras no exterior ou prefere não usá-lo devido aos valores cobrados de impostos brasileiros, muitas vezes se arrisca e traz tudo o que pretende gastar em dinheiro. Mas será que essa ainda é a melhor maneira de pagar pelos seus gastos em uma viagem?

Para começar, é importante destacar que o Chile é um país em que o real geralmente tem uma boa cotação. Quanto maior a cotação do peso chileno, melhor para você. Apesar disso, a depender do lugar que você for trocar o dinheiro, a cotação pode não ser tão boa assim. 

Um exemplo é trocar no próprio aeroporto, na sua chegada. É onde a cotação é sempre a pior e ainda cobram US$ 1 de taxa por câmbio. Sobre câmbio em Santiago, leia esse post

Além de saber bem a conversão de cabeça na hora de fazer o câmbio, é preciso ter cuidado quando andar com dinheiro no bolso. Apesar do Chile ser um país que eu considero seguro, é preciso muito cuidado ao entrar em casas de câmbio e andar com grandes quantias de dinheiro. 

É melhor trazer para o Chile: real, dólar ou cartão de crédito?

Por isso, o cartão Wise para viagem internacional é uma boa opção. Continue a ler e entenda melhor as vantagens para você.

Para abrir a sua conta no Wise é só clicar neste link.

 

Clique no link para te levar ao início de cada assunto:

 

 

1. Cartão de viagem internacional  

Podemos dizer que o cartão de viagem internacional é a evolução do que era conhecido como “travel money”. Portanto, não é um cartão pré-pago como antes, em que você pagava pelo câmbio do dia do carregamento.

Isso ficou para trás com o lançamento do cartão Wise no Brasil, já que quem tem residência no país pode solicitar o cartão físico gratuitamente. Agora, você pode depositar o dinheiro em real e ir “convertendo” os valores assim que precisar usar, movimentando os valores de acordo com as suas compras no exterior e a Wise converte usando o câmbio mais favorável no momento. 

A conta da Wise permite, assim, que você guarde dinheiro em mais de 50 moedas diferentes. Por isso, é chamada de conta virtual global ou cartão multimoeda. Mais que somente um cartão de viagem internacional, com a Wise você realmente pode fazer movimentações internacionais e realizar compras no exterior online ou fisicamente por meio do cartão físico ou virtual.

2. Entenda melhor como funciona o cartão Wise

Mas Rosi, então eu terei uma conta? 

Na verdade, você terá uma conta internacional da Wise associada a um cartão internacional, que pode ser físico ou somente virtual. Para isso você terá isenção de taxas de ativação e anuidade. Também não é preciso manter um saldo mínimo para a conta ficar ativa. O cartão funciona no sistema pré-pago, com o limite vinculado ao saldo que você possui disponível em conta. 

Você poderá usar essa conta não somente na sua viagem ao Chile e pesos chilenos, mas em diversas outras oportunidades. Nos últimos anos, a cotação do real esteve entre 160 e 200 pesos chilenos – e no Wise você poderá encontrar uma cotação tão boa ou melhor que em casas de câmbio chilenas. 

E os impostos por essas transações? O famoso Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) é cobrado no momento em que você adicionar o dinheiro à conta, mas você pode ir “convertendo” o dinheiro aos poucos durante a sua viagem. Isso permite que você vá aproveitando a flutuação do câmbio da melhor forma.

O IOF pelo cartão da Wise é de apenas 1,1%. Para se ter uma ideia, um cartão de crédito tradicional o valor chega a 6,38%.

3. Quais vantagens o cartão Wise oferece?

Veja algumas das vantagens que eu acho que realmente valem a pena na conta da Wise:

3.1 Conta gratuita: sem taxa de anuidade;

3.2 Não é preciso manter um saldo mínimo para a conta ficar ativa;

3.3 Você pode fazer movimentações internacionais em mais de 200 países usando a taxa de câmbio real do momento;

3.4 Você paga menos de IOF;

3.5 Usa o câmbio comercial sem precisar pagar a margem bancária (o spread) e outras taxas normalmente embutidas em cartões de crédito mas que você não vai entender porque está pagando;

3.6 Pode comprar no Chile e outros países em lojas físicas usando a moeda local e fazendo o débito diretamente em sua conta;

3.7 Permite inserir o cartão virtual Wise na Apple Pay e Google Pay.

3.8 Armazena dinheiro em moedas distintas. Em algumas delas você recebe os dados bancários, com SWIFT e IBAN para enviar e transferir valores com mais facilidade, como se tivesse uma conta local.

3.9 Saca dinheiro em caixa eletrônico em qualquer lugar do mundo; aqui no Chile, em todos os caixas que são RedBanc.

3.10 Evita usar casas de câmbio;

3.11 Pode bloquear e desbloquear o seu cartão quando quiser e receber notificações sempre que ele for usado.

3.12 Faz uma viagem mais segura, evitando andar com uma grande quantia de dinheiro ou ter que guardar uma parte no hotel.

Acredito que essas vantagens já são boas para pensar em ter uma conta na Wise, certo?

4. Limitações que você pode ter ao usar o cartão internacional

Assim como outros cartões internacionais disponíveis no Brasil (Nomad, BS2 e C6 Bank) o Wise pode ter algumas limitações. Até agora, com o relato que recebi das pessoas que acompanham meu blog e redes sociais foram duas.

A primeira é que os cartões internacionais não são aceitos em todos os lugares, um deles é o supermercado Líder. O outro é que não é recomendado para pagar hotéis, pois não isenta os 19% do IVA (Impuesto al Valor Agregado) nos hotéis. 

É o imposto que você paga para tudo que compra aqui no Chile: comida, bebida, passeios, hospedagem. No entanto, você pode ficar isento do pagamento do IVA para hospedagem.

E vale muito a pena, pois, o valor do IVA é de 19%. Você pode ficar livre pagando seu hotel em dólar, euro ou cartão de crédito internacional convencional. Lembrando que o pagamento em cartão convencional gera o IOF.

Por isso, recomendo para sua viagem ao Chile, ter um cartão internacional de backup e/ou trazer um pouco do valor em dinheiro. Sugiro colocar 80% do valor que vai gastar na viagem no cartão e trazer 20% em dinheiro para pequenos gastos, como comprar água e coisas menores que dificilmente aceitarão cartões na rua.

5. Como ter o cartão Wise?

A Wise é uma corretora de câmbio certificada pelo Banco Central do Brasil, por isso é tão segura para utilizar. Já tem mais de 1 milhão de clientes que usam a conta online para enviar dinheiro do Brasil ao exterior e receber transferências internacionais.

Você pode abrir a sua conta pelo site da Wise.

Se clicar no link acima você poderá fazer o seu cadastro de forma gratuita e ainda fazer a primeira transferência sem tarifas (transferindo até $3.000). Eu vou receber um pequeno valor quando 3 amigos fizerem uma transferência acima de R$1.000,00, o que me ajuda muito a manter o blog Nós no Chile. 

Após criar seu cadastro, ative o saldo em uma moeda estrangeira na sua conta multimoeda. Aguarde o processo de verificação para receber os dados de sua conta virtual. Depois, pode voltar ao site ou ao aplicativo para solicitar o cartão de débito.

Ao receber o cartão da Wise na sua casa, basta desbloqueá-lo pelo aplicativo e começar a usar.

6. Quanto custa ter o cartão Wise?

O cartão Wise é gratuito para usuários no Brasil. O cartão de débito está disponível para clientes que tenham uma conta Wise pessoa física. As taxas do cartão da Wise são cobradas em cada transação, mas com algumas gratuidades. Fique de olho!

Com o cartão físico você tem direito a fazer dois saques gratuitos no exterior por mês em qualquer caixa eletrônico. No entanto, o valor total retirado nas duas transações não pode superar R$1.400,00 ou equivalente após a conversão de moedas. Em Santiago, existe um caixa no shopping Costanera Center no qual você pode sacar dinheiro com o Wise sem problemas.

Os saques que superarem a quantidade máxima gratuita do mês terão cobrança de uma taxa fixa de R$6,50 por cada transação. Se suas retiradas passarem o limite mensal de R$1.400 o saque terá uma taxa de 1,75% sobre o valor.

clica aqui para abrir a sua conta no Wise!

7. Dicas de quem usou o Wise no Chile

Alguns dos meus seguidores do Instagram (@blognosnochile) me escreveram para contar sobre a experiência com o Wise aqui no Chile. Deixo para vocês os relatos aqui!

 

Quer saber mais dicas para a sua viagem ao Chile em 2023? Então não deixe de ler: 

https://nosnochile.com.br/20-coisas-que-voce-precisa-saber-antes-de-viajar-para-o-chile-em-2023/

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ao comentar você concorda com nossa Política de Privacidade

Comentários

  1. eu preciso depositar o dinheiro na carteira do Chile? ou deposito em Real e na hora de passar o cartão, o dinheiro é convertido automaticamente?

    1. Catia,
      O dinheiro no seu cartão Wise precisa estar em pesos chilenos e assim você usar aqui no chile o cartão no modo débito.
      Um abraço !