Propina no Chile: O que é? A quem devo pagar?

por Rosi Guimarães

[Atualizado out/2020] Se tem uma viagem programada para o Chile é bom saber mais dobre a propina. A palavra para nós brasileiros soa estranho não é mesmo? Como algo ilegal, proibido. Mas aqui no Chile é oficial. Propina aqui é gorjeta, e é de bom tom pagar. Brasileiro tem fama de “pão duro” aqui no Chile, mas acredito que pelo fato de não ter orientação sobre o assunto. Então o melhor é seguir as dicas para não “fazer feio” na sua viagem para o Chile.

propina

A quem eu devo pagar propina no Chile?

Ao garçom – É uma propina quase que obrigatória. Aqui no Chile, como no Brasil, os restaurantes cobram um valor de 10% do total da conta.  Na hora de pagar a conta o garçom vai te perguntar se pode agregar o valor da propina. Apesar de ser opcional, o garçon vai de olhar com a cara feia, caso responsa que não.

Aos embaladores de supermercado – Nos supermercados aqui do Chile ficam os jovens embalando as compras. Esses jovens são estudantes e não tem salário pago pelo supermercado. Isso mesmo, eles não recebem um salário fixo do supermercado, o único rendimento deles é a propina, então não custa nada dar uma moedinha de 500 pesos. Eu costumo calcular o valor de acordo com a quantidade de compras, a gente costuma contriburi um valor entre $300 e $1.000. É bom lembrar que o Chile aboliu as sacolas plásticas dos supemercados, então é necessário levar sua sacola reutilizável.

VEJA NOSSO VÍDEO NO YOUTUBE

Post importante. No Chile é melhor: Real, dólar e Cartão de Crédito

A quem é de “bom tom” pagar a propina?

Foto: Mi viaje

Foto: Mi viaje

A pessoa que limpa seu quarto no hotel – Não comum no Brasil, mas muito usual aqui no Chile é deixar uma moeda por dia para a pessoa que cuidou do seu quarto. Deixe entre $300 e $1.000 com um pequeno bilhete: Su propina!

Mensageiro: A pessoa no hotel que carrega a sua mala merece uma propina. Na minha opinião, no mínimo $1.000.

Confesso que quando chegamos aqui também não tínhamos o hábito da propina, mas hoje em dia já entramos no ritmo do país e a propina já é algo comum pra gente. Além dos citados acima, pagamos também ao entregador de pizza, a pessoa que olha o carro estacionado na rua e ao manobrista.

Espero ter te ajudado e entender mais sobre a prática da propina no Chile.

Planeje sua viagem com a gente!

Fazendo suas reservas aqui pelos links do blog você não paga nada a mais por isso, e ainda ajuda na manutenção da nossa página. Nossos parceiros foram escolhidos a dedo. Então não custa nada ajudar a gente.

Posts Relacionados

9 comentários

Wendel 13 de February de 2020 - 23:45

Acho que seria válido adicionar a informação de como dar essa gorjeta pagando no cartão. Quando fui ao Chile passei vergonha umas duas vezes pagando tudo para o estabelecimento. Não entendiamos que na máquininha é cobrado separado

Reply
Rosi Guimarães 17 de February de 2020 - 11:35

Oi Wendel,
Boa dica! Vou acrescentar essa informação sim. É que aqui eles passam o valor e a máquina inclui o 10% da propina, isso é diferente do Brasil.
Um abraço!

Reply
Elisa 4 de January de 2017 - 18:39

Oi, Rosi! Parabéns pelo seu trabalho, está me ajudando bastante a montar meu roteiro para o próximo carnaval. Fiquei com dúvida em relação aos taxistas e motoristas de van, tb é comum dar propina?

Reply
Pomaire: Novos roteiros turísticos em Santiago do Chile 11 de July de 2016 - 20:24

[…] Aliás, já falei da propina. Veja aqui nesse post. […]

Reply
10 recomendações para você que vem ao Chile 6 de July de 2016 - 16:49

[…] 10. Pagar propina. Sim! Aqui no Chile é um ato de gentileza pagar propina a quem é merecedor. Aqui um post que explico todos os detalhes. […]

Reply
ana planas 5 de July de 2016 - 20:31

gostei das dicas, irei no dia 9 de julho com a família para Chile!

Reply
ana planas 5 de July de 2016 - 20:29

gostei das dicas….obrigada…. abrços!!

Reply
Eveline Gomes 24 de June de 2016 - 10:28

Mto bom saber disso…. Eu realmente não estou acostumada a dar a gorjeta fora de restaurantes. Nos EUA isso foi um problema grande pq eu sempre esquecia mesmo: tipo o carregador de malas do hostel que só me lembrei depois de já ter saído do hostel. Sorte que ainda sobraram moedas pro motorista da van senão ia ser uma vergonha tb….

Reply
Rosi Guimarães 1 de July de 2016 - 08:19

Oi Eveline,
Pois é, não é um costume de nós brasileiros.
Abraço!

Reply

Gostou? Deixe aqui seu comentário