Chile com crianças: quais vinícolas visitar?

Viajar para o Chile com crianças é sem dúvida uma aventura.

Mas, será que dá pra visitar as vinícolas na companhia dos pequenos?

Isso é o que você vai descobrir nos próximos parágrafos.

Galerinha,

O texto a seguir é uma contribuição da Mel Villas Boas, ela é mãe da Lis (6 anos) e da Ana (3 anos).

Brasileira morando no Chile e contando a sua experiência de visitar vinícolas chilenas com crianças.

É com você Mel Villas Boas…

 

Vinícolas no Chile com crianças

A gente sabe que visitar vinícola não é exatamente o que se pode chamar de “um programa divertido” para os nossos filhos.

Quando se trata de crianças pequenas o desafio fica ainda maior: os trajetos até as vinícolas podem ser longos, os tours guiados exigem silêncio e as explicações são complexas demais para a cabecinha deles.

Em algumas vinícolas, tanques imensos e barricas de madeira chamam atenção, mas sequer podem ser tocados.

Em outras vinícolas a presença de crianças não é permitida. E por fim, no momento da degustação eles não participam e se sentem excluídos.

Mas e então? Será que o jeito é desistir de conhecer esses lugares incríveis e se conformar com uma viagem ao Chile sem passar por uma vinícola?

Para mim, certamente não. Afinal, é perfeitamente possível conhecer as vinícolas do Chile com crianças.

A propósito, visitar vinícolas chilenas e aprender sobre o mundo do vinho é uma experiência única que eu não deixaria passar.

 

A Mel também visitou a vinícola Undurraga com as crianças e conta a experiência dela aqui.

 

Vinícola Veramonte, Valle de Casablanca

Minha experiência nos Viñedos Veramonte

Escolhemos Veramonte por ela ser uma vinícola menor e menos turística, além de estar bem perto de Santiago, isto é, cerca de 1 hora de carro.

Nosso tour estava agendado para as 11h e, como chegamos com meia hora de antecedência, aproveitamos para ver as ovelhas que pastavam no vinhedo. Também levamos as crianças ao banheiro (para evitar imprevistos durante o tour) e demos uma olhada na loja que fica dentro do casarão principal. Aliás, o hall de entrada deste casarão impressiona por sua imponente construção e pela belíssima vista do vinhedo que ele proporciona. Foi ali na terraza, no final deste imenso hall, que o tour teve início.

Nosso grupo era composto por 8 adultos e 2 crianças. Fomos cordialmente recebidos por Julio Tietz. Primeiro, ele explicou as principais características e métodos que permitem que uma vinícola seja reconhecida como orgânica. Em seguida, nos guiou por um pequeno trecho do vinhedo e nos levou à bodega onde acontece a produção e a guarda.

Após cerca de 30 minutos de explicações voltamos para o hall principal. Na sala anexa já havia uma mesa posta aguardando nossa chegada para a degustação. E acho que foi neste momento que a vinícola Veramonte ganhou meu coração de mãe: sobre a mesa, 3 taças de vinho para cada adulto (contratamos o tour casona) e para cada a criança um copo de suco natural, um copo de água, um muffin caseiro – que estava divino –  e um kit de colorir composto por uma ilustração dos vinhedos e uma caixinha de lápis de cor personalizada.

As crianças foram as primeiras a receberem atenção 

O sorriso no rosto era prova de como elas estavam se sentindo felizes e importantes por haver algo preparado especialmente para elas!

Em pouco tempo as crianças já estavam entretidas com as atividades e com o muffin, o que proporcionou tempo de qualidade para que nós pais pudéssemos escutar as últimas explicações e degustar os vinhos com calma e tranquilidade. Após a degustação, elas também receberam uma sacola de algodão orgânico para levar para casa.

Se você pretende visitar o Chile com crianças, essa é uma ótima opção.

O tour infantil precisa ser contratado à parte. Ele é recomendado para crianças de 3 a 10 anos e tem um custo aproximado de 50% do valor de um tour adulto. A Veramonte esclarece também que esta modalidade só está disponível para crianças acompanhadas por seus responsáveis durante a visita.

Enfim, nós adoramos a experiência!

Vinícola Casas del Bosque, Valle de Casablanca

Minha experiência na Casas del Bosque

Casas del Bosque está no Valle de CasaBlanca, ou seja, um trajeto curto partindo de Santiago.

Como bem sabemos, tour e criança faminta não combinam, então, me programei para chegar na vinícola às 13h e almoçar no famoso restaurante Tanino.

O dia estava bem frio e nublado e não havia mesas na área externa. Foi essencial ter feito a reserva antecipadamente.

Assim que nos sentamos, as crianças receberam um livreto de colorir e uma caixinha de lápis de cor cada uma. O cardápio não é muito extenso, mas todos os pratos que pedimos estavam excelentes.

Há uma opção de menu kids também: filé de carne bovina com batata frita e de sobremesa, sorvete de chocolate.

Após o almoço fizemos uma paradinha rápida no parquinho, que fica bem em frente ao restaurante, e na sequência fomos para o tour.

Ele começa com uma caminhada rápida pelo vinhedo, passa pela sala de produção e na sequência a sala de guarda.

Para quem contratou um tour simples, são 4 degustações, ali mesmo na sala das barricas. Neste momento as crianças ficaram bem impacientes. Foram cerca de 20 minutos em um espaço onde não se deve fazer barulho, não é possível brincar e nem se sentar.

Tentamos amenizar o tédio e pedimos a uma funcionária do restaurante que trouxesse um copo de suco para cada uma delas, mas não foi o suficiente para que elas se distraíssem. Enfim, elas queriam mesmo era sair dali.

 

Dica:

Em uma próxima visita eu apostaria na contratação de um dos tours premium, pois eles incluem petiscos para harmonização e também espaço para que os participantes se sentem. Assim pelo menos a criançada pode continuar colorindo os livrinhos recebidos no almoço e os pais podem degustar os vinhos com mais tranquilidade.

Texto e fotos de Mel Villas Boas que é mãe da Lis (6 anos) e da Ana (3 anos). Ela é graduada em língua e literatura estrangeira pela USP e por muitos anos se dedicou à carreira de professora e gestora escolar. Mas após a maternidade, muita coisa mudou!

A Mel é apaixonada por organização e decoração de eventos, é amante da boa gastronomia e entusiasta de tudo que envolve o universo infantil. Ela já morou em São Paulo, em Minnesota e hoje vive em Santiago.

 

Você também vai gostar de ler:

O que fazer em Santiago do Chile com crianças? Saiba aqui

Buin Zoo – diversão garantida para os pequenos!

Fantasilandia – o parque de diversões de Santiago

O que fazer no Parque Metropolitano com crianças 

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ao comentar você concorda com nossa Política de Privacidade

Comentários

  1. Oi Rose, bom dia! Parabéns pelo excelente trabalho que acompanho a bastante tempo, além de sermos da mesma terra (BH/MG). Tenho uma dúvida e talvez vc possa me responder. Nas viagens que faço no Brasil, levo comida congelada em potinhos para meu filho, que não se adapta com as refeições locais. Posso levar esse tipo de alimentação para o Chile? Estamos pensando em ir a Santiago e farellones em 2023. Aguardo seu retorno.

    1. Ronan,
      O Chile não permite entrar com alguns tipos de comida in natura, mas nesse caso de ser refeição para criança e congelada nao deve ter problema, mas a minha orientação é declarar que está trazendo, assim evita qualquer tipo de multa. Veja esse meu vídeo https://youtu.be/_zWAr3NUKeo
      Caso seja necessário, tenho dica de uma brasileira que mora aqui e prepara a comida para seu filho.
      um abraço!

  2. Olá! Amei sua explicação !
    Estamos programando nossa viagem p julho do próximo ano com nosso filho (4 anos) e estou tendo dificuldade em encontrar um hotel legal q aceite crianças na rota do vinho.
    Poderia me dizer onde ficaram hospedados ?

  3. Olá,
    Que matéria imprescindível para as mamães de plantão!! Sabemos que em alguns lugares nossas crianças não são tão bem recebidas, e essas dicas da Mell irão com certeza atrair mais turistas e preparar as mamães para se divertirem com seus pequenos!!
    Parabéns pela iniciativa!!

    Bjoss

  4. Ahh que demais saber onde podemos ir com crianças no Chile! Amei esse tour especialmente pensado nas famílias com crianças!! Esperando pela próxima dica Mel!!

  5. Que matéria legal! Parabéns aos envolvidos!
    Como mãe de 2 crianças, até me animei em fazer a próxima viagem para o Chile 🥰
    Muitas dicas preciosas e não vejo a hora de colocar em prática todas elas!
    Amei muito! ❤️

    1. Oi Evelyn,
      Que bacana! volta sim. Santiago é uma cidade bem bacana para os pequenos, muitas praças e parques lindos.
      Vale voltar!
      Um beijo!