Memória 1 Plataforma1

Museu da Memória e dos Direitos Humanos – Chile

Fotos e fonte: Plataforma Urbana

Uma edificação moderna e bonita, talvez para dar uma leveza ao tema tratado. O Museu da Memória e dos Direitos Humanos é o mais triste e emocionante que já visitei. Fui com as amigas Bárbara e Silmara, mas quero voltar com a família, acho que é uma oportunidade para o Arthur e Yasmim aprenderem mais sobre o período da Ditadura Militar Chilena.

Foto: Plataforma Urbana

Foto: Plataforma Urbana

O Museu da Memória é  destinado a dar visibilidade às violações dos direitos humanos cometidas pelo Estado de Chile no período  entre 1973 e  1990. Mas também chama atenção para a violência contra os direitos humanos no mundo inteiro, inclusive no Brasil, com a exposição no hall de entrada de vários relatórios de comissões designadas para apurar as violações.

Memória 1 Plataforma4

Foto: Plataforma Urbana

É a trajetória de toda a Ditadura Militar, tudo que o país e as pessoas viveram nesse período, mostrar as violações e os abusos cometidos na época. O objetivo do museu da memória, além de apresentar toda a história, é abrir um debate e reflexão sobre o respeito e os direitos humanos.

No museu você encontra fotos, histórias, imagens, documentos, provas, desenhos, arquivos digitais que emocionam. E muitas coisas chamam bastante a atenção, mas uma deles especialmente me fez arrepiar:  uma carta, que uma criança escreveu para a senhora Lucia Hiriat, esposa do então Presidente Augusto Pinochet, perguntando onde estavam seus avós, porque estava chegando o dia dos avós e ela queria dar um abraço em seus abuelos. É um museu repleto de emoções, para ir tem que estar preparado!

Memória 1 Plataforma3

No primeiro andar  está o setor chamado de  “11 de Septiembre”, que faz uma apresentação da história logo após o golpe militar, onde é possível ouvir o último discurso de Allende no Palácio de la Moneda. Também podemos ver as cartas que os presos enviaram aos seus familiares antes de serem executados. E ainda assistir ao vídeo do bombardeio ao La Moneda. Tudo muito interativo.

O Palácio La Moneda tem visita guiada, clique aqui para saber mais.

No segundo andar está o setor da Verdade e Justiça, que é um memorial com fotos dos desaparecidos, esse memorial recebe destaque e ocupa um grande espaço do museu – muito emocionante e chocante ver a quantidade de desaparecidos.

Foto: Plataforma Urbana

Foto: Plataforma Urbana

O Museu também conta com exposições temporárias que tem um espaço reservado no terceiro piso. E tem ainda um centro de documentação e história, onde estão todos os registros e é com base nesses documentos que foi possível organizar toda a informação disponível no museu. É uma verdadeira aula de história.

Foto: site do museu

Foto: site do museu

Curiosidade:

O projeto da construção do edifício foi selecionado através de um concurso nacional e internacional e foram recebidas propostas de  vários países e adivinhem? O projeto vencedor foi do Brasil, uma equipe de arquitetos de São Paulo, integrado por Mario Figueiroa, Lucas Fehr e Carlos Dias.

Como chegar:

  • Endereço: Matucana 501, Metro Quinta Normal, Santiago
  • Está localizado em frente ao Parque Quinta Normal, que tem outros lindos museus. Aqui tem um post sobre o Parque. É fácil de chegar e dá para ir de metrô. Estação Quinta Normal – Linha 5 – Verde.

Horários:

  • De terça a domingo, das 10 às 18h. Nos meses de janeiro e fevereiro, das 10 às 20h.
  • Fechado: Todas às segundas-feiras e nos seguintes feriados: 1º de janeiro, 1º de maio, 18 e 19 de setembro e 25 de dezembro.

Entrada gratuita

Audioguia:

O Museu disponibiliza um audioguia em português, que é um aparelho parecido com um telefone celular, com o qual o visitante pode ir escutando as explicações e percorrendo todo o museu. O audioguia tem um custo de $2.000.

Não pode fotografar dentro do museu, por isso usei as fotos do Plataforma Urbana e do site do museu.

Quer saber mais sobre museus no Chile? Aqui nesse post falei do Precolombino e aqui falei do Bellas Artes.  Tem post também do Museu Histórico Nacional aqui, e para quem viaja com crianças, aqui o imperdível Museu Interativo Mirador.

Planeje sua viagem com a gente!

Fazendo suas reservas aqui pelos links do blog você não paga nada a mais por isso, e ainda ajuda na manutenção da nossa página. Nossos parceiros foram escolhidos a dedo. Então não custa nada ajudar a gente.

Artigos Relacionados

About the Author

Rosi Guimarães
Author with 226 posts
More about Rosi Guimarães

Sou Rosi Guimarães, mineira de Belo Horizonte, casada com Flávio e mãe do Arthur e da Yasmim. Moramos no Chile desde 2014. Relações Públicas e pós-graduada em cerimonial e organização de eventos. Deixamos uma vida bem estruturada em Belo Horizonte e cá estamos: NÓS NO CHILE!
- Facebook: nosnochile
- Twitter: @nosnochile
- Instagram:@blognosnochile
- snap: blognosnochile

17 Comments

  • Roteiro completo para 7 dias de viagem para o Chile
    26 de março de 2017 - 17:57

  • O que fazer em Santiago do Chile com chuva?
    22 de fevereiro de 2017 - 21:16

  • É verão no Chile. O que fazer e que roupas colocar na mala? – Nós no Chile
    12 de janeiro de 2017 - 17:15

  • Arte, Cultura e Festas: Imperdível em Santiago do Chile em novembro de dezembro – Nós no Chile
    7 de novembro de 2016 - 12:16

  • Meu roteiro em Santiago do Chile – Rafael Guimarães
    11 de outubro de 2016 - 08:57

  • Chile: Peluqueria Francesa e o Restaurante Boulevard Lavaud – Nós no Chile
    20 de setembro de 2016 - 22:04

  • 8 atrações imperdíveis em Santiago do Chile
    29 de junho de 2016 - 23:31

  • 1,2,3 Santiago do Chile – 1, 2, 3 e REBOLE
    23 de abril de 2016 - 08:46

  • 8 atrações imperdíveis em Santiago do Chile – Nós no Chile
    2 de fevereiro de 2016 - 11:09

  • Parque Quinta Normal e seus Museus – Nós no Chile
    26 de outubro de 2015 - 22:57

  • Bárbara Mussili outubro 11, 2015 07.07 pm

    Dependendo do quanto se interessa por História, pode-se passar até um dia inteiro no museu. Caso utilize o audioguia, são muitos registros para escutar e muito material para ver. É difícil realmente deixar a emoção de lado ao visitá-lo mas acho que é importante conhecer e entender o que aconteceu para que nunca mais se repita, como diz a missão do museu. Imperdível.

    Reply 
  • 7 atrações imperdíveis em Santiago do Chile – Nós no Chile
    8 de outubro de 2015 - 09:00

  • 6 dicas para economizar em sua viagem para o Chile – Nós no Chile
    6 de outubro de 2015 - 22:10

  • Museu Nacional de Bellas Artes – Santiago do Chile – Nós no Chile
    6 de outubro de 2015 - 16:02

  • Nahyara outubro 05, 2015 10.44 am

    Não consegui terminar a visitação ao Museu. Fiquei muito emocionada e não parava de chorar… Mesmo assim, acho que a visita vale a pena, até pq o Brasil tb viveu uma ditadura, mas o povo parece que acha melhor fingir que não aconteceu! E é aquela história: como um povo espera não repetir a história se não conhece a sua própria história?

    Reply 
  • Roteiro Santiago do Chile com pouco dinheiro – Nós no Chile
    4 de outubro de 2015 - 12:04

  • Rafael outubro 04, 2015 10.48 am

    Visitei o museu no ultimo dia de estadia em Santiago. Algo que me arrependo até hoje, pois me emocionei algumas vezes ao ver relados e materias nos jornais expostos. Vale muito a visitação. Proxima vez farei com mais tempo disponivel e com o audio disponibilizado.

    Reply 

Gostou? Deixe aqui seu comentário

A AUTORA

Rosi Guimarães

Sou Rosi Guimarães, mineira de Belo Horizonte, casada com Flávio e mãe do Arthur e da Yasmim. Moramos no Chile desde 2014. Relações Públicas e especialista em cerimonial e organização de eventos. Deixamos uma vida bem estruturada em Belo Horizonte e cá estamos: NÓS NO CHILE!

Mondial Travel - Nós no Chile
Rentcars - Nós no Chile
10% de desconto - Brazilian Travel Card

TEMPERATURA

Santiago - Chile
13°
Weather from OpenWeatherMap