Entenda por que investir em seguro viagem para esportes

Se você vem ao país para praticar ski ou snowboard, além do preparo físico, você vai precisar de um seguro viagem que tenha cobertura para esportes radicais. Afinal, ninguém quer se acidentar esquiando, não é mesmo? Mas, se acontecer, é importante estar assegurado.

Explicamos para você tudo o que é preciso saber sobre o tema antes de contratar um seguro viagem internacional que realmente vai te garantir tudo o que você precisa para ter uma experiência incrível no inverno chileno.

 

Seguro viagem para o Chile

 A primeira orientação é que o seguro de viagem é muito importante para quem quer conhecer o Chile. Até 15 de junho de 2022, uma das exigências para viajar para o Chile era contar com um seguro viagem com a cobertura para a Covid-19.

Agora, o seguro viagem não é obrigatório para entrar aqui. No entanto, recomendo muito que os estrangeiros não residentes contem com seguro médico de viagem, uma vez que os números de casos de contagiados ainda é alto em todo o mundo. De preferência, um seguro que cubra gastos que podem surgir por:

  • Assistência médica de urgência ou por atendimento hospitalar durante sua estadia no país;
  • Repatriação por motivos médicos ou por morte;
  • Cobertura de qualquer gasto originado por Covid-19;

Sobre o tema, eu explico melhor no meu post sobre o seguro viagem para o Chile.

Agora, mesmo com essa cobertura, quem está planejando visitar um dos centros de ski chilenos para praticar esportes, além do seguro de viagem internacional, vai precisar de um seguro viagem para esportes radicais.

Ficou interessado no assunto? Então, continue a leitura!

Para que serve o seguro de viagem?

Toda viagem, seja nacional ou internacional, de negócios ou lazer, envolve muito planejamento e riscos. Especialmente, se você incluir algumas atividades mais radicais, como trekking em uma montanha, sair pelo deserto, explorar um vulcão ou aproveitar a neve, de fato, há com o que se preocupar.

Aliás, não ache estranho, pois essas programações são perfeitamente possíveis em uma viagem ao Chile.

As seguradoras de viagens oferecem uma variedade de opções que incluem cobertura para indivíduos, famílias e casais, e algumas também oferecem planos anuais e de viagens múltiplas para viajantes frequentes.

Mas fazer um seguro de viagem não significa apenas estar coberto em caso de uma catástrofe.

Na verdade, esses riscos podem até ser bem pequenos, mas dão uma bela dor de cabeça, como perdas financeiras por mudanças nos voos, cancelamento ou interrupção de hospedagens, despesas médicas, extravio ou roubo de bagagem etc.

Com isso, um seguro de viagem pode fornecer a cobertura que você precisa para perdas financeiras causadas por uma variedade de eventos que venham a ocorrer antes, durante ou, até mesmo, depois de sua viagem.

Seguro para praticar esportes radicais

Mesmo que você e seu grupo estejam em plenas condições físicas e de saúde, o seguro viagem também é uma prevenção essencial se você pretende incluir em sua programação atividades de maior risco. Os esportes radicais, como esqui ou snowboard, além de trekking em parques nacionais, escalada aos vulcões e tantas outras opções de passeios ao ar livre que existem no Chile.

No inverno, o esqui é um dos esportes mais procurados e o Chile é um dos destinos que os brasileiros mais gostam por oferecer diversas opções de centros como o Valle Nevado Ski Resort, El Colorado, La Parva e o Parque Farellones.

Quer saber qual estação de ski mais combina com você? Leia no post sobre o tema!

Para quem vai esquiar em pistas na América do Sul, o seguro viagem muitas vezes não é obrigatório, como na Europa, mas ainda assim é recomendado contratar um seguro viagem específico para esportes.

Apesar de ser perfeitamente fácil encontrar aulas para iniciantes nas próprias estações de esqui, é um esporte arriscado e que a prática pode levar anos para ser aperfeiçoada.

Ainda que você esteja acompanhado de profissionais qualificados, não há como garantir que você estará livre de algum acidente. Então, não dá para arriscar.

Sem dúvida, na relação custo-benefício, o investimento em um seguro viagem é muito pequeno em comparação à dor de cabeça e os problemas que você e seu grupo terão que enfrentar se algo não sair conforme planejado.

Afinal, podem ocorrer imprevistos que vão além dos equipamentos, como mudanças bruscas no clima, tempestades que não estavam previstas, entre outras eventualidades.

 

Quais os riscos de não ter um seguro de viagem?

Pelo fato de o Chile ser um país praticamente vizinho ao Brasil, há quem pense que é desnecessário investir no seguro viagem. Alguns viajantes acham que o seguro de viagem é uma despesa que só vale a pena se o país for distante, como Estados Unidos ou o continente europeu.

Na verdade, só na hora de um aperto é que percebemos como esse tipo de segurança pessoal pode fazer muita falta.

Em primeiro lugar porque a saúde aqui no Chile é muita cara. Uma consulta de emergência em uma clínica particular, com exames ou procedimentos pode fazer com que você tenha que desembolsar uma verdadeira fortuna.

Já no serviço público, casos de urgência são atendidos, no entanto, a espera por exames no Fundo Nacional de Saúde (Fonasa), o serviço público de saúde do Chile, pode ser muito longa.

Outra vantagem de adquirir um seguro de viagem é poder minimizar qualquer situação desconfortável que apareça ao longo da sua estadia no Chile.

Caso você  precise de qualquer atendimento médico, por exemplo, com seguro você não vai precisar gastar nada além das suas despesas já previstas na viagem.

 

Como acertar na escolha do seu seguro viagem

Se você não tem o costume de contratar um seguro viagem, especialmente se sua ideia é praticar esqui ou snowboard, aí vão algumas dicas especiais para você fazer a escolha certa!

Esportistas amadores x profissionais

Ao contratar um seguro viagem para esportes, é preciso prestar atenção em alguns detalhes. Os planos, por exemplo, são diferentes para esportistas amadores e profissionais (inclusive se vão participar de campeonatos) e nem todas as práticas esportivas estão cobertas pelas seguradoras, assim, a dica é sempre conferir a apólice com muita atenção.

Assistência médica

Um item indispensável para quem pratica esportes em viagens é assistência médica em caso de acidentes. Além dos primeiros socorros, é fundamental que o seguro viagem para esportes também ofereça ao contratante o translado ao hospital.

Em casos mais graves, em que o paciente precise retornar ao país de origem, é importante assegurar que o plano escolhido ofereça esse serviço, sem custos adicionais.

Pistas regulamentadas

É importante lembrar que qualquer uma das coberturas só é válida para a prática de esportes em pistas regulamentadas, ou seja, dentro de estações de esqui.

Cobertura de acordo com o seu perfil

Avalie o tipo de cobertura que você precisa. Cada tipo de viajante tem um perfil específico, tanto individual quanto coletivo. Por isso, antes de simplesmente escolher seu seguro viagem, leve em conta o melhor preço, mas também avalie se a cobertura atende completamente suas necessidades.

A Resolução 315/14 da Susep (Superintendência Nacional de Seguros Privados) define quais são os itens obrigatórios a constarem em toda apólice de seguro básica. Por outro lado, vários itens especiais podem ser acrescentados de acordo com sua necessidade. Para isso, claro, há outros tipos de cobertura e você precisa conhecer a que melhor te atende.

Cobertura por evento

Na hora de contratar seu seguro viagem para esportes, confira se a cobertura é por evento. Nesse tipo de cobertura, o segurado tem o valor total do plano para utilizar em cada eventualidade que possa acontecer durante a viagem.

Reputação da seguradora

Especialmente para quem quer se aventurar na neve ou em qualquer outro tipo de esportes radicais, é preciso verificar se a seguradora tem experiência no atendimento.

No caso do esqui e snowboard, leve em consideração que as condições ambientais podem ser muito adversas, como baixas temperaturas e difícil acesso às montanhas. Então, é imprescindível que a empresa seja bem avaliada na prestação desse tipo de serviço.

 

Seguro viagem ou assistência viagem?

É muito comum que as seguradoras ofereçam os dois tipos de serviços. Saiba as diferenças para escolher a melhor opção para você.

Ao optar por um seguro viagem, saiba que o segurado deverá pagar todas as despesas médicas do próprio bolso para depois solicitar o reembolso dos valores, de acordo com os limites da apólice contratada. As principais vantagens são que o preço pode sair mais em conta e você poderá escolher onde vai ser atendido.

Já na assistência viagem, todo o atendimento é imediatamente custeado pela seguradora assim que o segurado entrar em contato. Então, a seguradora vai indicar hospitais e clínicas conveniadas para o atendimento. O segurado não tem o direito de ser atendido em um estabelecimento fora da rede indicada pela seguradora, salvo em caso de emergências.

 

Quais as melhores seguradoras para se aventurar na neve com tranquilidade?

A seguir deixo algumas sugestões de seguradoras recomendadas para quem quer praticar esqui ou snowboard.

Assist Card: cobre qualquer esporte a lazer ou amador. Apenas não cobre competições.

Affinity: cobre esqui e snowboard, mas é preciso contratar o plano esporte;

GTA: cobre esqui e snowboard, mas somente emergências. Não cobre tratamento e nem cirurgias.

April: cobre qualquer prática de esporte, inclusive competição, limitando-se ao valor da cobertura. É importante verificar o valor total dessa cobertura e recomenda-se a contratação de um adicional após a compra do seguro viagem.

Para facilitar a sua vida, é só entrar em contato com a Seguros Promo que compara de maneira rápida e detalhada os preços de mais de dez seguradoras, analisando qual opção apresenta o melhor custo-benefício para a sua contratação.

A Seguros Promo é uma empresa do grupo Belvitur com mais de 53 anos de atuação no setor de viagens. A Belvitur está localizada em Belo Horizonte e desde 1981 ocupa a liderança em vendas corporativas no estado de Minas Gerais.

Para quem não sabe, Belo Horizonte é a minha cidade linda e eu conheço e confio no grupo Belvitur. Viaje tranquilo! Faça uma cotação  e veja que não é tão caro como você pensa.

 

Como acionar o seu seguro viagem?

Em caso de qualquer imprevisto na sua viagem, você deverá entrar em contato com a seguradora contratada. Esteja sempre com o telefone da empresa, o número da apólice e demais informações em mãos, dessa forma ficará mais fácil receber todo o suporte necessário.

Todas as seguradoras oferecem assistência 24 horas, todos os dias da semana, inclusive, aceitam chamadas a cobrar e fazem atendimento em português, mesmo no exterior.

Algumas seguradoras também oferecem suporte via aplicativo, WhatsApp, chat ou skype. Você pode acionar o seguro a qualquer momento, desde que a apólice esteja em vigência.

Tomara que você não precise utilizar o seu seguro viagem no Chile. Mas, caso seja necessário, espero que as dicas tenham sido úteis. Queremos que você viaje tranquilo!

Faça agora a sua cotação de seguro viagem para esportes, você não vai se arrepender.

Eu explico o passo a passo para adquirir o melhor seguro viagem de acordo com o seu perfil.

Já que estamos falando sobre o planejamento de sua viagem, antes de ir embora, não se esqueça de dar uma olhada nas vantagens de ter uma assessoria personalizada para a sua viagem para o Chile!

 

Veja como funciona a saúde no Chile

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Ao comentar você concorda com nossa Política de Privacidade