Inverno no Chile: o que levar na mala

Muitas pessoas me perguntam sobre as roupas que devem trazer para enfrentar o inverno chileno.

Resolvi escrever este post contando nossa experiência com o frio por aqui e o tipo de roupa que usamos. Morando no Chile há oito anos, fomos aprendendo o que é ideal para encarar o frio. Mas confesso que no começo passamos muito perrengues até aprender que aquela blusa de moleton que a gente usava no Brasil, não suporto o frio do inverno chileno;

No dia 21 de junho começa o inverno no Chile, que vai até 21 de setembro. Então se você vai viajar nesse período, é bom estar preparado para enfrentar as temperaturas que variam entre –2 e 18 graus em Santiago.  Nas estações de esqui, cordilheira dos Andes as temperaturas podem chegar a -15 graus. É muito frio! Você precisa estar preparado!

Geralmente, o período de neve acontece entre meados de junho e meados de setembro,  mas aviso: não tem data certa para chegar. Dependemos da mãe natureza, é ela quem manda. Há anos que a temporada de neve antecipa, em outros anos, como em 2015, a neve atrasou e a temporada iniciou em meados de julho. Ou seja, depende das condições climáticas. A temporada de neve é a época em que os centros de esqui estão abertos e funcionando a pleno vapor, com muita neve. Estamos ansiosos por muito neve em 2022.

Para suportar o inverno chileno, o mais indicado é usar camadas de roupas. Tanto eu, como meu marido e filhos, usamos essa técnica. Com estas dicas, vai ficar mais fácil você organizar a sua mala para o Chile. Vamos lá!

 

O que colocar na sua mala para o Chile

 

1ª camada:

 

Segunda pele ou malhas térmicas, que são peças diferentes. A segunda pele é feita de microfibra, poliamida ou elastano. Já a malha térmica é mais potente, um tecido especial para suportar baixas temperaturas e manter o corpo aquecido e isolar o frio. Ambas são bem coladinhas no corpo, tem opções para homens e mulheres. Vale a pena investir numa segunda pele já que é mais em conta que a malha térmica.

2ª camada:

É a camada intermediária. O ideal é esse tipo aí da foto, um tecido apropriado, chamamos aqui no Chile de polar. É o fleece. Serve como camada de isolamento térmico. É um tecido bem leve, um pouco parecido com uma flanela mais grossa. Para quem não tem e não quer adquirir uma peça de fleece porque provavelmente não vai usar no Brasil, pode ser uma blusa de moletom grossa ou de lã. Mas essa aí da foto é muito mais quentinha e de uma marca boa, Columbia. Como moramos aqui no Chile, vale o investimento.

 

3ª camada:

A última camada tem que ser de agasalhos bem grossos, como sobretudos, jaquetas e parkas (nome usado aqui no Chile), que são essas de gominho e tecido sintético, como as da foto. Além de quentinhas, são impermeáveis e servem para usar na neve.

 

Se quiser ficar mais elegante para sair à noite, o ideal é abusar de sobretudo e casacos. 

Para complementar: gorros, cachecóis, lenços e luvas ajudam a manter o corpo quentinho, sem esquecer das meias, de preferência bem grossas. Dica para quem é friorenta como eu: as meias-calças grossas servem para colocar por baixo da calça jeans e ajuda a esquentar.

Além das meias grossas, a bota, tanto para os homens quanto para as mulheres, é a melhor opção. No mês de junho costuma chover, mas calma, aqui não chove tanto como no Brasil. 

Atenção! Se quiser levar vinhos para o Brasil, lembre-se de deixar um espaço para a bebida, cuidado para não ultrapassar os 23 quilos permitidos pelas companhias aéreas. 

As mulheres podem abusar das botas, toucas e chapéus. Aproveite para esbanjar charme e beleza pelas ruas de Santiago. E os homens não precisam ficar com vergonha, podem usar cachecol e gorros, todos aqui usam. Com tudo isso em sua mala você estará preparado para enfrentar o frio aqui no Chile. O Segredo é apostar em peças pretas ou escuras, assim dá para repetir mais de uma vez. Lenços e cachecóis coloridos fazem a diferença.

Dica boa:

Quando entrar em locais fechados ou com aquecimento tire o seu agasalho. Não é necessário usá-lo em local aquecido. Deixe para vestir novamente quando sair.  A loja H&M do shopping Costanera é uma boa opção para comprar acessórios para o frio. Tem de tudo: luvas, cachecóis, gorros para homens e mulheres. 

E as roupas para esquiar é melhor alugar ou comprar?

Depende da quantidade de vezes que pretende usá-las. Se for só um dia, não compensa comprar, mas se pretende conhecer outros centros de esqui e praticar o esporte outras vezes, aí vale o investimento da compra. Minha sugestão é que, se for a primeira vez, o melhor é alugar pois você nem sabe se vai gostar. Outra coisa, quando se aluga há muitas opções e pode-se escolher o que mais vai combina com você. Depois, na hora de comprar, já fica mais fácil.

Opções de roupas de esqui para aluguel: casacos, calças, botas e luvas. O conjunto completo custa entre $ 25.000 e $ 30.000. 

Dica: Não esqueça que o protetor solar e labial são importantes para o dia da neve.

Boa viagem!

Vídeo com as minha roupas de inverno

 

Para ver nosso vídeo da primeira nevasca 2022 e roupas de neve

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Ao comentar você concorda com nossa Política de Privacidade