Laura Hartwig: uma vinícola boutique no Valle de Colchagua, Chile

por Rosi Guimarães

Mais uma vinícola pra conta, galerinha! Já são mais de 45 visitadas e continuo querendo conhecer todas porque cada uma tem seu diferencial, sua história, seus detalhes e, lógico, variedade de vinhos!

A Laura Hartwig é uma vinícola familiar pequena, inclusive faz parte do MOVI – Movimiento de Viñateros Independientes, um grupo de pequenos produtores de vinho em que o processo de produção é manual e focado na qualidade.

A vinícola já impressiona logo na chegada pela beleza do vinhedo e da casa. Fomos em março, melhor época de visitar vinícolas porque as parreiras estavam lotadas de uvas. Aproveitamos o final de semana da vendimia de Colchagua, a festa da colheita da uva. Saiba mais sobre a Vendimia aqui. 

Festa da Vendimia de Colchagua

Como é o tour na vinícola Laura Hartwig

O tour começa com um passeio de charrete pelo vinhedo, em que o guia explica o processo de produção, tipo de uvas e terroir, etc. A colheita nessa vinícola é toda feita à mão, isso faz que com os vinhos sejam de melhor qualidade. Malbec, Merlot, Carménère, Cabernet Sauvignon, Cabernet Franc e Petit Verdot são as variedades plantadas no terreno.

Éramos apenas eu, meu marido Flávio e meu filho Arthur no tour. Numa conversa bem informal, uma vantagem de visitar vinícolas boutiques, o guia nos contou um pouco da história da Laura Hartwig. Por isso, eu sempre recomendo: conheça uma vinícola grande, mas não deixe de visitar uma pequena para sentir a diferença e viver, de verdade, o processo de produção do vinho.

Depois entramos na área de produção para entender como é feito o processo das 145 mil garrafas que são produzidas anualmente. Laura é o nome do vinho ícone e são produzidas por volta de três mil garrafas por ano. Na vinícola, custa $ 30.000 (por volta de R$ 160).

Passamos então para a sala de guarda onde estão as barricas francesas. O interessante é que os vinhos Malbec e Merlot não passam por barrica. O guia explicou sobre o tempo de guarda de cada um e os aromas que a madeira fornece ao vinho.

Como é a degustação na vinícola Laura Hartwig

Chegou a melhor hora. Hora de degustar! Fizemos o tour premium com direito a três degustações e escolhemos:  Carménère 2016, Petit Verdot 2016, edição de família. Todos muito bons e, de maneira bem informal, foi explicado sobre cada um. Depois ficamos curtindo o vinho com calma e aproveitamos para tirar fotos porque o dia estava realmente lindo.

Opções de tours:

  • Tour Reserva

Valor: $ 12.000 com degustação de dois vinhos reservas

  • Tour Premium

Valor: $ 16.000 com degustação de três vinhos (um reserva, um gran reserva e um Edición de Familia)

O que achei legal nessa degustação? Você pode escolher os vinhos que quer degustar. Não deixe de provar o Petit Verdot

Lembrando que o é Valle de Colchagua é um prato cheio para os amantes de bons vinhos, então, se você é um deles ou delas, vale a pena dedicar mais tempo e se hospedar pelo menos uma noite para aproveitar mais.

O que dá para fazer nesse mesmo dia no Valle de Colchagua:

Agradeço pelo convite. Adorei conhecer uma das vinícolas boutiques do Valle de Colchagua e recomendo com certeza. A qualidade dos vinhos é realmente o diferencial da Laura Hartwig. É possível perceber em cada gole o cuidado na hora da produção.

O Valle de Colchagua está a quase 2 horas de Santiago, se gosta de vinhos, a dica é ir para se hospedar e conhecer mais de uma vinícola, mas se preferir, dá para fazer bate e volta no mesmo dia.

Texto revisado por Bárbara Mussili, criadora do blog Refúgio Ameno

Planeje sua viagem com a gente!

Fazendo suas reservas aqui pelos links do blog você não paga nada a mais por isso, e ainda ajuda na manutenção da nossa página. Nossos parceiros foram escolhidos a dedo. Então não custa nada ajudar a gente.

 

Posts Relacionados

Gostou? Deixe aqui seu comentário