Valle de Casablanca: tour e degustação em 3 vinícolas no mesmo dia

por Rosi Guimarães

Galerinha!

Você que me acompanha há mais tempo sabe que uma das minhas paixões é passear por  vinícolas. Pois é, quero conhecer todas as que são abertas a visitação aqui no Chile, uma média de 300. Será que consigo?

Para cumprir essa meta, tem que correr atrás. Então vou contar como visitei 3 vinícolas do Valle de Casablanca no mesmo dia. Casablanca está a cerca de 50 minutos de Santiago, na mesma direção das cidades praianas de Valparaíso e Viña del Mar. Em menos de uma hora, chegamos na primeira vinícola do dia.

 

Primeira parada: Veramonte

Já conhecia essa vinícola, fiz um tour de bicicleta com a família. Post completinho aqui. Desta vez, fiz um tour com um guia muito simpático que nos contou tudo sobre a Veramonte, explicou sobre o processo de produção e a predominância de vinhos brancos na região. Os tintos são provenientes dos vinhedos de Colchagua, onde está a vinícola Neyen, que faz parte do grupo.

Depois de conhecer todo o processo, passamos para a degustação de 4 vinhos maravilhosos, dentre eles, o Neyen 2012, que é o vinho ícone. Muito bom!

O que adorei na Veramonte:

Eles oferecem um tour pensado para as crianças que acompanham os pais: Descubriendo los sentidos, ideal para a faixa de 3 a 10 anos. As crianças recebem uma sacolinha com lápis e folhas para colorir e, na hora da degustação, tomam suco e comem biscoito de aveia feito na vinícola. O preço do tour para as crianças é $ 7.000.

Quem viaja com crianças já não tem mais desculpas para não visitar uma vinícola.

 

Segunda Parada: Estancia El Cuadro

Uma vinícola pequena e que não está focada na produção de vinhos, mas sim em eventos e casamentos. Deve ser por isso que é tão bonita, parece um cenário de filme. Fiquei com vontade de casar de novo (com o mesmo marido, claro!).

Fiz um tour muito chique e conheci o vinhedo numa charrete, com direito a sombrinha para tapar o sol e dar um charme. É uma experiência linda: quando a charrete para no meio do vinhedo e você faz um giro em 360 graus, percebe que está cercada por montanhas. E o silêncio do lugar! Meu Deus, que paz! Não queria ir embora.

A guia se esforçou muito para falar português: explicou sobre o jardim com 26 variedades de uvas. Perguntei se eles produziam vinhos com todas e ela me respondeu que não. São apenas para mostrar aos visitantes. Eu nunca tinha ouvido falar em algumas delas, como a Zinfadel.

Passamos então pelo museu e degustamos 4 vinhos. Toda a produção dessa vinícola é para uso nos eventos e degustações no local.

Quer conhecer uma vinícola e se sentir em um cenário de um filme? É esta! A Estancia El Cuadro também possui restaurante e tem um tour chamado “Vinhos e Tradições” que me pareceu bem interessante. Vou ter que voltar para fazer.

O que adorei na Estancia el Cuadro:

O Museo del Viño é muito curioso. Com personagens talhados em madeira, em tamanho natural, muito bem cuidados e preservados.

Terceira parada: Casas del Bosque

Sou suspeita para falar da Casas del Bosque. Simplesmente amo e indico pra todo mundo. Já tem post no blog. Aqui sobre o tour e aqui sobre a experiência “Cozinhando com o chef”.

Nessa vinícola, tem o premiado restaurante Tanino. Cheguei por volta das 3 da tarde, morta de fome e fui direto comer. Eles têm uma opção de menu degustação: uma combinação do prato com o vinho. Mas minha opção não foi essa. Escolhi uma carne que estava deliciosa e uma sobremesa melhor ainda. É fácil perceber os cuidados com os detalhes.

Depois da barriguinha cheia, fizemos o tour “Enólogo por um dia”, uma experiência em que você faz o seu próprio vinho. Como sempre, adorei a visita!

O que adorei na Casas del Bosque:

Além do restaurante Tanino, gosto dos espaços que a vinícola disponibiliza para ficar à vontade. Você pode comprar um vinho para degustar no espaço BO. Amo também a vista do Mirador. Você tem que ir lá! Anota aí. E depois volta aqui para me contar. Tenho certeza que quando estiver lá, vai se lembrar de mim.

Foi um dia bem especial, fazendo o que eu amo. Saí de casa 8 da manhã e voltei às 6 da tarde, feliz da vida! Se você é amante de vinho como eu, recomendo a experiência e fica provado que é possível visitar 3 vinícolas no mesmo dia.

Fui conhecer as vinícolas a convite do Valle de Casablanca. O texto reflete minha opinião. Caso você queira conhecer essas vinícolas, temos agência parceiras no blog. Acesse aqui para fazer um orçamento.

Texto revisado por Bárbara Mussili, criadora do blog Refúgio Ameno

Planeje sua viagem com a gente!

Fazendo suas reservas aqui pelos links do blog você não paga nada a mais por isso, e ainda ajuda na manutenção da nossa página. Nossos parceiros foram escolhidos a dedo. Então não custa nada ajudar a gente.

 

Posts Relacionados

8 comentários

ana paula nascimento 22 de abril de 2019 - 11:59

É possível jantar em alguma vinícola?

Reply
Rosi Guimarães 24 de abril de 2019 - 09:29

Oi Ana Paula,
só é possível se você se hospedar em uma que oferece opção de hotel, como a Matetic, Casa SiLva, santa Rita e outras.
Um abraço!

Reply
Paula Theotonio 13 de fevereiro de 2019 - 08:24

Oi, Rosi! É possível fazer estes passeios durante a semana ou apenas aos fins de semana?

Reply
Rosi Guimarães 13 de fevereiro de 2019 - 13:51

Oi Paula,
sim. Eu fiz durante a semana.
Abraço!

Reply
Vera 8 de fevereiro de 2019 - 07:24

Será que em julho é possível fazer esse passeio?

Reply
Rosi Guimarães 11 de fevereiro de 2019 - 10:46

Oi Vera,
sim, é possível visitar vinícolas em qualquer época do ano.
Boa viagem!

Reply
Pedro 1 de fevereiro de 2019 - 14:34

Olá. Lembra dos valores das degustações da casas del bosque e do almoço harmonizado no tanino? Não encontrei em nenhum lugar!

Reply
Rosi Guimarães 4 de fevereiro de 2019 - 17:01

Oi Pedro, tudo bem< Tour com degustaçao à partir de $ 17.500 pesos chilenos e o almoço harmonizado $42.000 pesos chilenos. Abraço!

Reply

Gostou? Deixe aqui seu comentário