Top 10 melhores vinícolas que já visitei no Chile

por Rosi Guimarães

Quem me acompanha há mais tempo sabe que um dos meus passeios favoritos no Chile é conhecer vinícolas. Gosto tanto que minha lista de visitas já passa de sessenta só no Chile.  Eu e meu marido Flávio, em 2019, saímos de Santiago de carro, cruzamos a Cordilheira dos Andes e fomos para Mendoza só para degustar vinhos. Então lá na Argentina são mais vinte para a lista.  A maioria das experiências estão relatadas aqui no blog.

Eu fiz uma lista de top 10 no meu Instagram, se você ainda não segue, @blognosnochile, a listagem fez tanto sucesso que resolvi escrever este post. Então vamos com as minhas dez vinícolas preferidas no Chile. Lembrando que isso pode alterar a qualquer momento hein! O gosto vai mudando de acordo com as experiências. Outra coisa que você vai perceber é que entre as mais visitadas por brasileiros que viajam para o Chile, não tem nenhuma na minha lista. Não que eles não sejam bacanas, mas tem outras mais exclusivas! Você tem todo o direito de não concordar comigo, pois essa é minha seleção.

10. Viu Manent

O diferencial: Passeio em charrete pelo vinhedo

Localizada no Valle de Colchagua, um dos meus preferidos no Chile, a Viu Manent foi a primeira a produzir e etiquetar um Malbec chileno e essa uva é a especialidade da casa. Do total da produção, 85%  é exportada para 45 países. O vinho ícone é o Viu 1, uma homenagem ao fundador da vinícola. A Viu Manent se destaca pelo delicioso e diferenciado tour em charrete, cruzar  todo o vinhedo numa carruagem e escutando as explicações do guia realmente faz toda a diferença. Você pode saber mais sobre a Viu Manent aqui.

9. Ventisquero

O diferencial: O pôr do sol com vista perfeita para o vinhedo

Também no Valle de Colchagua. O local n{ao oferece tour, apenas degustação, foi onde eu já presenciei um dos pores do sol mais bonito do Chile. A vista para o vinhedo também é perfeita! Sem contar os vinhos que são surpreendentes.  É uma vinícola familiar e jovem, do ano de 1998, e já coleciona prêmios que reconhecem sua qualidade. Quem sabe um pouco de vinho, com certeza já ouviu falar do rótulo Grey. Entrou na minha lista pela vista do lugar e pela qualidade dos vinhos. Saiba mais sobre a Ventisquero aqui.

8.Casas del Bosque

O diferencial: Vinícola para passar um dia completo

Localizada no Valle de Casablanca, adoro a Casas del Bosque! É uma vinícola para viver uma experiência completa. Tem o restaurante Tanino com menu degustação, opção de piquenique, tour em bicicleta, espaço para as crianças, tem um mirante com vista para o vinhedo. É uma vinícola deliciosa e ideal para quem viaja com crianças. É um lugar para você se sentir bem porque eles se preocupam com pequenos detalhes e isso faz toda a diferença. Quanto custa almocar na vinícola Casas del Bosque.

7. Alyan

Diferencial: a história de construção da vinícola

A charmosa Alyan no Valle del Maipo, uma verdadeira descoberta. Já na chegada, a primeira surpresa: uma linda paisagem de outono. O céu estava limpo e azul, contrastando com a folhagem alaranjada. Um cenário de filme. A Alyan é uma vinícola boutique e cheia de histórias. Para contá-las, quem nos recebeu na porta foi o  atencioso proprietário, Andrés Pérez, que nos acompanhou durante todo o tour, e foi o responsável por me fazer apaixonar por mais uma pequena produtora de vinho chileno. Como é o tour na vinícola Alyan.

6. El Principal

O diferencial: o churrasco com vista maravilhosa para o vinhedo.

Inaugurada em 1992 com o objetivo de produzir vinhos de alta qualidade, a vinícola tem uma  produção de 200 mil garrafas por ano (para se ter uma ideia, a Concha y Toro, a maior do Chile, produz 400 milhões). Justamente por ser menor, o tour é bem personalizado e é mais fácil conhecer seu processo. Sua produção está dedicada a quatro rótulos: o ícone El principal, Memorias, Calicanto e Kiñe. Cada um tem uma mescla única, sendo a uva Cabernet Sauvignon a base dos três primeiros. O vinho branco é produzido à partir da uva Verdejo, original da região de Rueda, na Espanha e pouco encontrada aqui no Chile.  O tour com o churrasco no alto do vinhedo é o que ganhou o meu coração!  Como é tour com churrasco na vinícola El Principal.

5. Montes

Diferencial: poder combinar o tour com um almoço no restaurante de Francis Malmann

Está entre as mais visitadas por brasileiros no Valle de Colchagua. Ela tem um anjo como símbolo e utiliza os princípios do feng shui na sua concepção. Os vinhos descansam ao som de cantos gregorianos. Quer coisa mais chique do que isso? Já ficou com vontade de conhecer, né?  No final do tour, quando entramos na bodega, a guia contou sobre a música que é tocada enquanto o vinho descansa nas barricas. Achei sensacional. Cada vinícola uma nova descoberta! Como é o tour na vinícola Montes.

 4. Attilio & Mochi

Diferencial: Ser recebidos pelos donos brasileiros e ouvir a história contada por eles!

É diferente porque é de um casal de brasileiros, Marcos Attilio e Angela Mochi, que largaram tudo no Brasil em 2011 para vir realizar o sonho de produzir vinhos de excelência aqui no Chile, e isso é muito legal! E o que mais? Chegamos na vinícola e o Marcos estava conduzindo um trator e fazendo a poda da grama ao redor do vinhedo. E a Angela foi quem nos recebeu com muito carinho. Ou seja, são eles que fazem tudo! Ser recebidos pelos donos e conhecer a história deles fez a vinícola entrar para a minha lista das preferidas. Como é o tour e degustação na vinícola Attilio & Mochi.

3.Clos Apalta

La Postolle

Diferencial: Arquitetura da bodega

A bodega tem um formato bem diferenciado. Também pudemos admirar o design da parte interna da vinícola. O acesso se dá pelo alto de uma escada maravilhosa em formato de espiral que, segundo o guia, remete ao vinho sendo servido na taça. No meio dessa estrutura, há um pêndulo decorativo que representa o movimento da terra e faz referência ao fato de que a vinícola é orgânica e biodinâmica. Paredes de pedras foram mantidas para ajudar no equilíbrio da temperatura. Como é o tour na Clos Apalta/La Postolle.

Bodegas RE

Diferencial: Reinvenção no modo de fazer vinhos

Bodegas RE é uma viña pequena no tamanho e na produção: só produz 45 mil garrafas ao ano e tudo de forma manual e, podemos até dizer, à moda antiga.  É uma vinícola com um conceito de vinhos de caráter único. RE é baseado em REcriar, REinventar e REvelar vinhos ancestrais. É através dessa proposta que  REnascem os surpreendentes  e ousados vinhos da Bodegas RE. Uma curiosidade é que o Brasil é seu maior importador de vinhos. RE. Eita povo de bom gosto!

1.VIK

Diferencial: luxo, modernidade e arte

Vik não é apenas uma vinícola, é um conceito, é uma galeria de arte, design e arquitetura. É a vinícola luxuosa e com tudo o que há de mais moderno. E, além disso, tem um hotel considerado 5 estrelas, onde cada quarto foi assinado por um artista renomado. É  realmente uma experiência incrível e surpreendente conhecer a Vik. Localizada em Millahue, Valle de Cachapoal. Curiosamente na  língua dos Mapuches (índios chilenos), Millahue significa “Lugar de Ouro”, . Como é o tour e degustação na vinícola VIK.

Se já visitou alguma destas vinícolas deixe aqui abaixo seu comentário. Me conta se concorda ou não com a minha lista.

Posts Relacionados

Gostou? Deixe aqui seu comentário